quinta-feira, 06 outubro 2022

O AMOR DE MÃE É ETERNO

Out. 04, 2022 Hits:74 Crónicas

INSULTUOSO – CORROMPIDO…

Out. 01, 2022 Hits:246 Opinião

Então Paris como é?

Set. 28, 2022 Hits:49 Crónicas

Desliguei a internet

Set. 26, 2022 Hits:73 Crónicas

OS TEMPOS DAS CIDADES

Set. 19, 2022 Hits:118 Crónicas

Quem vai pagar impostos?

Set. 19, 2022 Hits:112 Opinião

Os robots não devem paga…

Set. 18, 2022 Hits:246 Opinião

Paternalismo

Set. 14, 2022 Hits:97 Crónicas

A IGREJA QUE NÃO ACREDITA EM DEUS - D. MANUEL CLEMENTE





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Arrisco-me a dizer que todas as igrejas não acreditam em Deus, sobretudo as de religiões monoteístas, que são as que têm maior expressão mundial. Basta ver que a maior parte das guerras são religiosas.

O cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, terá ajudado a encobrir abusos sexuais a menores praticados por um padre da sua Igreja, neste caso a Igreja Católica.

Ocultou o crime e, com isso, compactuou com ele. Não existe outra leitura possível. 

A história da Igreja Católica está repleta de escândalos, em que os seus líderes máximos nunca foram exemplo para ninguém. Basta pensarmos na Inquisição ou conhecer um pouco da história dos Papas.

Todos sabemos dos subornos, das amantes e da fortuna do mais conhecido dos Bórgias, o Papa Alexandre VI. Menos conhecida deve ser a história do Papa Estevão VI que ordenou que o corpo em decomposição do seu antecessor fosse desenterrado, sujeito a um julgamento e depois atirado ao Rio Tibre.

Enfim, podridão maior é difícil.

Nas últimas décadas, o que se tem sabido de mais chocante sobre a Igreja Católica são os crimes de pedofilia e abusos sexuais de menores. No entanto, contam-se pelos dedos aqueles que são responsabilizados criminalmente, e a Igreja limita-se a pedir desculpas, quando o faz.

Uma treta, uma grande treta que devia envergonhar quem se diz representar Deus na Terra. E, já agora, uma passividade perturbante por parte dos crentes ao não reagirem ativamente contra aqueles que cometem atos tão repugnantes como estes sobre crianças indefesas. São só os filhos dos outros! Acontece que nós somos os outros dos outros e um dia pode tocar-nos a nós. Ou melhor, a vós fiéis acríticos.

As igrejas vivem da fé e a fé vive da miséria e do desespero. É talvez por isso que as Igrejas vão existindo, mesmo no meio do lodo, porque no dia em que não houver sofrimento elas morrem. Acabar com a miséria não está na agenda destas "agências" que fazem a ponte entre o miserável e Deus.

E os fiéis não querem mexer no esterco, sob pena de perderem a sua bengala que é a religião. Sabem mas não querem saber, maior egoísmo que isto não existe. 

Tudo isto é a antítese de Deus.

Enquanto isso, vão surgindo todos os dias novas notícias sobre padres que violaram crianças. Enquanto isso, a Igreja decide afastar o violador do sacerdócio ou mudá-lo de paróquia. Metê-los na cadeia e indemnizar as vítimas está fora de questão.

Neste caso em concreto, D. Manuel Clemente até manteve o padre em funções.

Trocado por miúdos, a Igreja nada faz, porque é uma monarquia com um Rei fantoche, sem qualquer poder para sanar a corrupção e o crime que se vai passando nos bastidores do Vaticano.

O Papa dá a cara pela instituição, empresa ou Estado que é a Igreja Católica, enquanto os sacerdotes que habitam no Vaticano vivem do pecado. Comem caviar, lagosta, bebem champanhe e divertem-se em orgias com prostitutas e crianças. Uma espécie de intocável Casa Pia, em formato XXL, paga pelas esmolas dos fiéis e isenta de impostos.

Como disse, no início do texto, esta gente não pode acreditar em Deus, com muita pena minha. Porque quem acredita em Deus também acredita no Céu e no Inferno e se o cardeal-patriarca de Lisboa escondeu crimes, tão hediondos como o abuso sexual de crianças, só existe um lugar para ele.

O Inferno!

Luso.eu - Jornal das comunidades
Damião Cunha Velho
Author: Damião Cunha VelhoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1236 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia