Liberais admitem votar contra von der Leyen para Comissão Europeia



O vice-presidente dos liberais no Parlamento Europeu João Cotrim de Figueiredo admitiu hoje o voto contra Ursula von der Leyen para presidente da Comissão Europeia, por incumprimento dos compromissos e por dialogar com a extrema-direita.

“Esta candidata não está a cumprir os compromissos que tinha com o grupo Renovar a Europa, está a ter conversações com o Conservadores e Reformistas Europeus [ECR], um grupo de extrema-direita aqui no Parlamento [Europeu], e não me parece suficientemente empenhada em manter a solidez da coligação que na última legislatura conseguiu conduzir os destinos da União Europeia”, disse João Cotrim de Figueiredo, no Parlamento Europeu (PE), em Bruxelas.

Depois de uma reunião de três horas entre Ursula von der Leyen os eurodeputados que pertencem ao Renovar a Europa para tentar assegurar o voto dos liberais na votação da próxima semana em Estrasburgo (França), João Cotrim de Figueiredo admitiu que a candidata pode falhar a eleição.

“Se esta postura não se alterar até à altura da votação da semana que vem, não está garantido o apoio do grupo Renovar a Europa à recandidatura de von der Leyen e ao conjunto do pacote dos cargos que estão em discussão”, disse o vice-presidente dos liberais.

Face à insistência dos jornalistas na questão, João Cotrim de Figueiredo esclareceu a sua posição: “O meu voto, neste momento, é não.”

NOTÍCIAS RECENTES

Colunistas

Ambiente

Who's Online

Temos 2335 visitantes e 0 membros em linha

Boletim informativo

FOTO DO MÊS

We use cookies
Usamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar a experiência do utilizador (cookies de rastreamento). Você pode decidir se permite os cookies ou não. Tenha em atenção que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.