Ponta Delgada reivindica colocação imediata de 75 polícias no concelho



O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada reivindicou hoje o “reforço urgente” de 75 polícias nas diversas esquadras no concelho açoriano, adiantando que já escreveu ao Ministério da Administração Interna a dar conta dessa necessidade.

"Demos nota ao Ministério da Administração Interna, mediante carta por mim subscrita, da necessidade de reforço urgente de 75 agentes da Polícia de Segurança Pública para colocação imediata nas diversas esquadras do concelho de Ponta Delgada", declarou Pedro Nascimento Cabral (PSD).

O autarca, que discursava na cerimónia solene do 478.º aniversário da elevação de Ponta Delgada a cidade, destacou ainda o reforço de 13 agentes para a Polícia Municipal e adiantou que o sistema de videovigilância que a câmara pretende implementar está a "aguardar aprovação pelo Governo da República".

"Tenho a responsabilidade de trazer a debate público problemas que são preocupações primeiras dos cidadãos de Ponta Delgada, como é a falta de segurança que nos atinge, e que se tem acentuado, na sequência do surgimento de diversos crimes objetivamente associados ao consumo e tráfico das denominadas drogas sintéticas”, reforçou.

Na sua intervenção, Nascimento Cabral falou ainda do programa de inclusão dos sem-abrigo designado por 'Housing First', que atualmente acolhe duas pessoas, revelando que vai apoiar mais 13.

"Assinaremos muito em breve dois protocolos, um com a Cáritas que irá permitir acolher cinco sem-abrigo e um outro protocolo com o Instituto São João de Deus, que vai receber oito nossos concidadãos nestas circunstâncias", disse.

O presidente da autarquia lembrou também que o concelho, na ilha de São Miguel, apresentou uma candidatura para a construção de 300 habitações, num investimento de 50 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que "aguarda resposta" do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana. 

"Aprovámos, igualmente, alterações ao Regulamento de Apoio ao Arrendamento para Fins Habitacionais, dedicando especial atenção aos jovens que vivam em contexto de coabitação, sendo aplicado a este apoio uma majoração de 15%", assinalou o autarca.

O social-democrata, que cumpre o primeiro mandato à frente do município, destacou também que "ainda este mês" vai ser conhecida a "comissária de Ponta Delgada 2026", uma vez que a cidade açoriana vai ser a Capital Nacional da Cultura naquele ano.

A nossa missão

EMBAIXADA DE PORTUGAL

Comunidades

14-Abr.-2024

Comunidades portuguesas nos EUA esperam atrair juventude …

Várias comunidades portuguesas nos Estados Unidos preparam já as celebrações do Dia de Portugal e esperam atrair as novas geraç

10-Abr.-2024

Fim da propina no Ensino de Português …

O fim da propina dos cursos do Ensino de Português no Estrangeiro, a aposta no voto eletrónico não presencial e mais deputados

Boletim informativo

FOTO DO MÊS

We use cookies
Usamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar a experiência do utilizador (cookies de rastreamento). Você pode decidir se permite os cookies ou não. Tenha em atenção que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.