NOTA! Luso.eu usa cookies e tecnologias similares. Se você não alterar as configurações do navegador, você concorda com isso.

Saiba mais aqui

Compreendi
Pub

SIDRA DE PONTE DE LIMA "NO MELHOR DE PORTUGAL “

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Feira de produtos agrícolas em Bruxelas
SIDRA DE PONTE DE LIMA "NO MELHOR DE PORTUGAL “

A Sidra será um dos produtos agrícolas portugueses disponíveis na Feira – No Melhor de Portugal – que se realiza no próximo fim de semana em Bruxelas-
Organizado pelo eurodeputado Nuno Melo e a CAP (Confederação da Agricultura Portuguesa), o evento, anual, vai já na sua sexta edição, com uma média de 70 expositores e 30 mil visitantes nos dois dias a percorrerem o Parque do Cinquentenário.

O Vinho de Maça, produzido em Ponte de Lima, será assim, (e pela primeira vez presente), uma das atracções para prova (e compra), mercê do convite dirigido pelo parlamentar português Nuno Melo, recorde – se.

O prjecto nasceu há quase quatro anos, com o empenho de duas jovens finalistas do curso de Biotecnologia na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, que funciona no antigo convento crúzio de Refóios de Lima. Patrícia Monte e Marlene, apresentaram então a sua proposta ao município local, que apoiou com a cedência de instalações na antiga cooperativa de Estorãos, próximo das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos.

Com tradição no mundo rural, uma rápida consulta em nosso arquivo, permitiu concluir que a Sidra foi em tempos “ um produto local protegido”. É que, por exemplo o Orçamento da Câmara Municipal para 1893, fixava o valor de imposto indirecto no “ litro de vinho verde ou de maçã, ou de qualquer fruta “ em 7,5 reis, enquanto as bebidas espirituosas e vinho maduro “ pagavam 45 réis!

Com uma produção inicial de mil litros, a Sidra Corrupia (assim é seu nome), atingirá este ano de 2018 cinco mil litros de produção, para o que as duas jovens empresárias investiram em 13 toneladas de maçã compradas aos produtores da região.

O ano de 2016 foi o de internacionalização do produto, com a participação em Feiras, designadamente nas Astúrias, Espanha, onde obtiveram a medalha de prata no respectivo concurso. Mas, regressadas a casa, as duas produtoras apostaram ainda mais na Sidra; e o resultado, foi subirem a sua participação para o grau ouro!
Para além de produção de Sidra em geral, a Corrupia está disponível também de espumante, e comercializa – se em lojas de Braga, Porto, Lisboa, Açores e Madeira.
A deslocação á Bélgica, poderá traduzir – se numa experiência com retorno: um novo mercado, com a nomeação e um importador, assim o desejam as promotoras.

Pub

 

Tito Morais
Author: Tito Morais
Colaborador Convidado
Pode ler mais sobre este colaborador
Artigos deste Autor:

Últimos Tweets

Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/RGW9kY1SbC
Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/1b9NW5hClH
Génova: Governo italiano declarou "estado de emergência" por 12 meses https://t.co/g9PDazKxT2
Follow Jornal das Comunidades on Twitter