Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

COVID-19: Caminha está no vermelho

Convide os seus amigos

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 


O anúncio foi feito esta quinta-feira por António Costa, primeiro-ministro português. As medidas são: dever cívico de recolhimento domiciliário, eventos e celebrações limitados a 5 pessoas, salvo se do mesmo agregado familiar, teletrabalho obrigatório,os estabelecimentos comerciais deverão encerrar até às 22h00, e os restaurantes devem encerrar até 22h30.

Em comunicado, a CIM Alto Minho anuncia que todos os presidentes de Câmara “decidiram autorizar a realização de feiras e mercados de levante que cumpram as condições de segurança e as orientações definidas pela Direção Geral de Saúde (DGS)”. Entretanto, em Caminha vai surgir um centro de rastreio à covid-19, em modelo ‘Drive Thru’, vai começar a funcionar na próxima semana, no parque de estacionamento do ‘ferryboat’.

A Câmara Municipal de Caminha chegou a um acordo com a empresa Unilabs Portugal para a instalação de um centro de rastreio móvel”, para fazer face “ao crescimento do número de infectados ” com o novo coronavírus no concelho.

As pessoas não terão necessidade de sair das suas viaturas para realização de testes, permitirá o acesso a qualquer cidadão, com ou sem prescrição médica, “criando proximidade e uma maior capacitação da região para a realização de diagnóstico à doença COVID 19 através da pesquisa ao coronavírus SARS-CoV-2 nas vias respiratórias”, salienta o município em comunicado.

Miguel Alves, presidente da autarquia caminhense, sublinhou que “este Centro de Rastreio que conseguimos trazer para Caminha é mais uma peça na estratégia municipal de combate à pandemia. Para além de todas as medidas que estão no terreno, para lá de todos os alertas e da ação que tem vindo a ser desenvolvida em escolas, lares, serviços públicos, comércio e na comunidade, sentimos agora, face ao aumento do número de infetados no concelho e na região, que tínhamos que agilizar a realização de teste e aproximar os equipamentos da população”.

Isabel Varela
Jornalista / colaboradora
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.
Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

EU APOIO O Luso.eu

Últimos Tweets

Época de Furacões https://t.co/FIdfVkQbxq
FALECIMENTO DO PRIOR DE PAREDES DE COURA https://t.co/h1LVAYXRO6
Docente da Universidade de Coimbra nomeado para grupo de peritos da União Europeia no domínio da energia nuclear https://t.co/98YPw2YMBS
Follow Jornal das Comunidades on Twitter