Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Zezé Fernandes encanta com o seu ‘cavaquinho’ além fronteiras

ID:N°/ Texto: 5338

Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Zezé Fernandes, músico, cantor e compositor português, natural da vila de Ponte da Barca, esteve à conversa com José Carlos Pereira e Raphael Gomes, apresentadores do canal Assim é Portugal, programa de televisão brasileiro que conta atualmente, com quase 24.000 seguidores na sua página de Facebook e que nesta sexta-feira 22 de maio, convidaram o artista barquense para uma live musical.

Foi a primeira vez que Zezé Fernandes esteve em direto para a plateia do Brasil e aproveitou o momento, não só para deliciar os assistentes com algumas das músicas mais afamadas do seu repertório, mas também para contar um pouco do seu percurso artístico, que já conta com mais 30 anos.

O músico explicou que o amor pela música despertou nele desde muito cedo: “desde pequenino que gostava de pegar no acordeão que o meu pai tinha e tocava sózinho. Mas esta minha paixão pelo cavaquinho descobri-a no ano de 1991, através do mestre Júlio Pereira. Confesso que foi ali que fiquei apaixonado e, pouco tempo depois, decidi comprar o meu e começar a aprender”. 

Zezé Fernandes explicou que sempre tocou a sua música duma forma bastante informal “no início tocava em bares, com amigos, em festas ou casamentos que me convidavam para ir e eu lá ia tocar. Até que, em 1991, tive o meu primeiro convite para a Inglaterra e à Bélgica. A partir daí, foi sempre em frente”. 

Foi nesse mesmo ano que Zezé Fernandes criou a sua banda e rumou pelos caminhos da música de forma profissional confessando que “tudo aquilo que eu consegui fazer na música até hoje, foi pelo meu trabalho, esforço e dedicação, mas também se deve ao facto de eu estar rodeado, desde sempre, de bons empresários e bons amigos que sempre me ajudaram. Eu tenho noção que sózinho nunca teria conseguido tudo aquilo que já alcancei. É verdade que eu me esforcei, dediquei-me, mas todos os meus amigos das rádios locais, da imprensa local fizeram o meu nome ser conhecido e isso para um músico que não tem editora, é sumamente importante”.

Zezé Fernandes já foi considerado por muitos o cantor do povo e é reconhecido como o embaixador de Ponte da Barca no mundo. A sua música já é conhecida além fronteiras e tem visitado inúmeros países, deixando uma forte relação com todos aqueles que visita e onde encanta com a sua música e estilo muito próprios.

“Lancei o meu primeiro CD no ano de 1999. Onde gravei a mítica música Menina de Viseu, que ainda hoje faz parte do meu repertório musical e as pessoas pedem sempre nos meus concertos e apresentações. Ainda demorei alguns anos para me aventurar em músicas da minha autoria, porque como não era conhecido, o risco era muito grande. Passei muitos anos a cantar só música popular. Mas agora já tenho o meu próprio repertório e as pessoas gostam”.

Exemplo disso é o último CD lançado pelo músico, que se intitula ‘É porreiro este país’, trabalho discográfico que conta com a participação de grandes músicos e cantores portugueses como Augusto Canário, Zé Amaro, Jorge Ferreira, entre outros, e no qual as letras das músicas constituem uma forte crítica e sátira social.

O artista barquense, no seu trajeto profissional, tem contado com a participação de vários artistas de reconhecido nome nacional e internacional “no ano 2002 tive a honra de gravar 5 ou 6 músicas no CD do saudoso Roberto Leal. E é com grande orgulho que digo que sou o único artista português que teve a honra de fazer um dueto com ele. É algo que me enche de orgulho e satisfação”.

O live com o artista teve a participação de mais de 1600 pessoas, e recebeu centenas de comentários dos internautas, de vários países do mundo “só tenho de agradecer ao José Carlos Pereira e ao Raphael Gomes pelo amável convite que me fizeram para esta entrevista. A primeira para o público brasileiro, e espero dentro em breve poder ir visitar-vos pessoalmente e levar um bocadinho de Portugal e de Ponte da Barca até vocês”.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Vanessa Reitor
Colaboradora
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Lusodescendente -Comunicadora Social -Natural da Venezuela.

Reside em Portugal desde 2009 e é apaixonada pela escrita e pelas histórias de vida. Gosta de estar informada e informar

Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Prisão preventiva para suspeito de tráfico de droga em Ovar https://t.co/AqoDouo8tb
Polícias têm seis meses para remover tatuagens racistas e partidárias https://t.co/RiltBiJJuo
Covid-19: Reino Unido regista novo recorde diário com 6.874 casos https://t.co/LhhnatVsoj
Follow Jornal das Comunidades on Twitter