OE2018: Criado grupo de trabalho no âmbito da ação da Força Aérea no combate aos fogos

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse hoje que foi criado um grupo de trabalho para estabelecer o processo de transição e o novo modelo de intervenção da Força Aérea no combate aos incêndios florestais.

No âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2018 e respondendo ao PSD, Eduardo Cabrita avançou que os ministérios da Administração Interna e da Defesa Nacional estão a trabalhar, tendo sido constituído um grupo de trabalho que vai estabelecer o processo de transição para garantir “uma plena operacionalidade, enquanto couber à ANPC [Autoridade Nacional de Proteção Civil] a operação e direção dos meios aéreos, e o modelo de intervenção da Força Aérea.

O ministro não especificou a duração do grupo de trabalhos, referindo apenas que tem “um prazo de ação concretamente definido”.

Eduardo Cabrita referiu que o modelo de intervenção passará pelos equipamentos próprios da Força Aérea (FAP) e as novas aquisições, como equipamentos e helicópteros, a transferência para a gestão da FAP dos meios do Estado que hoje são geridos pela Proteção Civil e “componente avaliação”.

O ministro sublinhou também que o Governo está “a ponderar, nesta fase de transição qual o tempo mais adequado para o lançamento do novo concurso”, nas próximas semanas, de alocação de meios aéreos temporários para o combate a incêndios florestais.

Eduardo Cabrita disse ainda que o papel específico da Força Aérea no combate aos incêndios florestais “é completamente inovador”.

Pub


The Sol Ar Vinhos de Portugal

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21

Pub Google

Últimos Tweets

Todos somos Comunidade Portuguesa. https://t.co/sv8zIjo8SI
Seca: Racionamento de água é medida "no fim da linha", ministro do Ambiente https://t.co/c4TK8G3cax
Pantominice https://t.co/v1nwAJCFZg
Follow Luso.be - Bélgica on Twitter