Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: 14 casos confirmados, Caminha “não pode baixar a guarda.”

ID:N°/ Texto: 5118
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

De acordo com o site oficial da direcção-geral de saúde, no concelho de Caminha existem 14 casos confirmados por infecção pulmonar por Covid19. O município caminhense enaltece a postura da população do concelho de Caminha, mas alerta “não pode baixar a guarda. Este momento é decisivo e as pessoas devem continuar a seguir todas as directivas da Autoridade de Saúde e do Governo.

Em resultado das acções colocadas em campo pela Câmara Municipal de Caminha estão envolvidos 6 voluntários, sendo a restante equipa composta por trabalhadores do Município.

Até à data foram entregues perto de 1800 refeições. Recordar que a autarquia numa vertente de apoio resultante da actual pandemia tem funcionários do município a confecionar refeições nas instalações da Escola Sidónio Pais, que são destinadas a alunos carenciados, assim como aos bombeiros do concelho.

Neste concelho existem também apoios especiais, também no domínio da saúde, destinados aos utentes maiores de 65 anos e/ou com critérios de risco para a Covid 19 (patologia cardíaca, pulmonar, diabéticos, doentes oncológicos e imunodeprimidos).
Esta é uma iniciativa da unidade de saúde de Caminha , que aconselha todas as pessoas a não sair de casa, não receber visitas e a respeitar o necessário isolamento social.

No caso da linha telefónica criada com o objectivo de apoiar no âmbito da COVID-19., e até à data recebeu menos de uma dezena de chamadas em que a procura de informação e solidão foram uma tónica. Recordar que esta linha é gratuita e é composta por 4 membros, dois psicólogos, uma assistente social e uma educadora social.

As áreas de apoio da Linha de Apoio Psicossocial de Caminha são: Promoção da literacia relacionada com a Covid 19, de forma rigorosa e fidedigna, de acordo com as orientações da OMS e DGS; Promoção de comportamentos pró-sociais e pró-saúde, bem como a redução de comportamentos de risco, de forma a favorecer a saúde física e mental; Prestação de suporte emocional e estratégias para lidar com as situações relacionadas com o isolamento social, com a adaptação da mudança e gestão de crise; Promoção de estratégias alternativas e de formas adaptativas para lidar com os efeitos do stresse e da ansiedade decorrentes da situação pandémica e das suas consequências ao nível do bem-estar; Informação sobre os programas de apoio e emergência social disponíveis no concelho de Caminha, sejam promovidos pelo Município ou por outros organismos estatais ou parceiros locais; Facilitação no acesso às medidas legislativas de apoio às famílias, implementadas em resposta à COVID 19; Ativação dos serviços locais de apoio social, de saúde e segurança para a redução dos constrangimentos causados pelo confinamento, pela perda de rendimentos, carência económica ou pela dificuldade de acesso aos serviços.

 

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Isabel Varela
Jornalista / colaboradora
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.
Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

Covid-19: Portugal de fronteiras abertas garante que não há entraves à vinda dos emigrantes https://t.co/4iHw0l3eK2
Águas do Alto Minho: 4 meses sem factura e uma nova administradora https://t.co/4bWiCJd4Ox
É hora de Reagir https://t.co/UMEJQECBSG
Follow Jornal das Comunidades on Twitter