Logo e marca da Serra de Arga já foi apresentada

Previous Next

ID:N°/ Artigo: 3574
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O objectivo é “fazer com que a Serra d’Arga se torne uma referência da paisagem portuguesa, nos domínios dos valores naturais e culturais, através da qualificação, proteção e promoção da sua singularidade paisagística, respeitando a identidade do lugar e a ancestral simbiose entre o homem e a natureza”.

Neste sentido Os municípios de Caminha, Ponte de Lima e Viana do Castelo apresentaram os resultados da primeira fase, bem como a logomarca e materiais promocionais do projeto Da Serra d’Arga à Foz do Âncora.

Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha, referiu a importância de “reunir os instrumentos e começar a fazer um caminho de valorização efetiva da Serra d’Arga”. Não basta a simbologia da Serra. Pois, Serra d’Arga é valorização do património natural, paisagístico, humano, económico que é possível valorizar no contexto dos nossos concelhos. Este é um investimento importante para a Serra d’Arga e para os nossos concelhos.

O âmbito territorial deste projeto intermunicipal incide sobre o território classificado como Sítio de Importância Comunitária da Rede Natura 2000 Serra de Arga, que inclui parte do vale do Rio Âncora e o maciço serrano propriamente dito e corresponde a uma área com 4.493 hectares.

Foram criados diversos produtos que resultam das acções e actividades realizadas, nomeadamente estudos técnicos e materiais de divulgação para o público em geral. Deste modo, no âmbito do Atlas da Flora foram identificadas: 546 espécies de flora vascular; 476 táxones nativos; 70 espécies exóticas e 32 espécies RELAPE (Raras, endémicas, localizadas e ameaçadas ou em perigo de extinção).

Nas áreas da imagem e da multimédia foram divulgados um vídeo promocional, com cerca de 2 minutos de duração; e o website serradarga.pt, que constitui o repositório de toda a informação produzida durante o período de desenvolvimento do projeto e permite aceder a todo o manancial de conhecimento gerado sobre a Serra d’Arga.
O projecto Da Serra d’Arga à Foz do Âncora foi cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020 (NORTE 2020), no âmbito do Eixo Prioritário Qualidade Ambiental e Objetivo Temático Preservar e proteger o ambiente e promover a utilização eficiente dos recursos. O projecto enquadra-se ainda na Prioridade de Investimento 6.3 Conservação, Proteção, Promoção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural.

A próxima apresentação deste projecto decorrerá em São João d’Arga, Caminha, no dia 22 de Maio Dia Mundial da Biodiversidade. Esta será uma sessão mais pormenorizada do conteúdo de cada um dos domínios e direcionada para os especialistas nesta área.

 


RECOMENDADOS PARA SI