Os doentes do concelho de Caminha, em situação de carência económica vão passar a ter acesso garantido a medicamentos fornecidos por uma parceria entre a Câmara e uma rede solidária nacional.

Em causa está a Rede Solidária do Medicamento, da Associação Dignitude, cujo objectivo é ajudar os munícipes do concelho em situação de carência económica a terem acesso aos medicamentos.

O Programa abem: Rede Solidária do Medicamento – tem por objectivo garantir o acesso aos medicamentos prescritos por receita médica e comparticipados pelo Sistema Nacional de Saúde por parte dos cidadãos em situação de carência económica, isto é, garantir os medicamentos àqueles que não os conseguem comprar.

A Câmara de Caminha irá sinalizar os beneficiários e comparticipará com uma verba de 100 euros anuais por cada pessoa abrangida pelo Programa abem.

Esta rede solidária do medicamento tem por destinatários todos os elementos que constituem o agregado familiar residente a título permanente no concelho de Caminha, cujo rendimento per capita seja igual ou inferior a 20% do Salário Mínimo Nacional a vigorar no ano civil do pedido.

Os beneficiários receberão um cartão que lhes permitirá adquirir os medicamentos com o mesmo CNPEM (Código Nacional para a Prescrição electrónica de Medicamentos), sem custos, nas farmácias aderentes, desde que optem pelo medicamento com PVP (Preço de Venda ao Público) igual ou inferior ao 5.º preço mais baixo (PVP5).

O programa abem é o primeiro programa solidário da Associação Dignitude, uma instituição particular de solidariedade social, que nasce da parceria entre o sector social – Cáritas Portuguesa e Plataforma Saúde em Diálogo e o sector da saúde – Associação Nacional das Farmácias e Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica. Tem por missão desenvolver programas solidários de grande impacto social que melhorem a qualidade de vida e o bem-estar dos portugueses.

 


Pub