Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Pena máxima para mulher que mandou matar marido e para autor do crime em Chaves

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

(Lusa) – O Tribunal de Vila Real condenou hoje à pena máxima de 25 anos de cadeia dois arguidos, uma mulher por instigar o homicídio do marido e o homem que cometeu o crime, em Chaves.

Apesar de ter sido provado que foi o arguido, de 26 anos, a matar o homem com uma arma de fogo, o tribunal considerou que foi a arguida, de 41 anos, a mandante do crime.

O crime ocorreu em janeiro de 2017 e os suspeitos foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real em maio.

O Tribunal de Vila Real começou a julgar em abril a mulher suspeita de ter mandado matar o marido e o homem a propôs o pagamento de uma quantia, não determinada, para cometer o crime.

A juíza presidente do coletivo considerou que “ficou claro” de que os dois arguidos cometeram o crime e que se tratou de um “homicídio mercenário”, em que a motivação de ambos foi o dinheiro.

“Matar por dinheiro” é, para a magistrada, a “situação de homicídio mais grave” e que “faz lembrar a máfia napolitana”.

Pub


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Últimos Tweets

Prisão preventiva para detidos em operação policial na Quinta da Fonte em Loures https://t.co/OjGttE39bx
Investigadores da UC querem tornar viável a produção de “caviar português” em aquacultura https://t.co/7hu702AQZF
Covid-19: Consulado de Londres reabriu com medidas de segurança, mas portugueses têm receio https://t.co/aLTfiPO5JD
Follow Jornal das Comunidades on Twitter