ID:N°/ Texto: 4778

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

“Estamos a trabalhar com aquilo que o Estado não preparou. E teve tempo, meus amigos. Teve tempo.” As palavras são de Joana Barroco, uma jovem médica natural de Chaves. O desabafo foi feito ontem, 17 de março, através das redes sociais, e terminou com um pedido aos governantes portugueses: “Declarem estado de emergência”.

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.

Últimos Tweets

“Estamos aqui para fazer a diferença”, diz enfermeiro português em Londres https://t.co/qu0qcfkYuI
Covid-19: Cerca de 1.400 empresas já pediram para aderir ao 'lay-off' simplificado - ministra https://t.co/1GgmQJpzKZ
Covid-19: Câmara do Porto não reconhece autoridade à DGS e rejeita cerco sanitário https://t.co/sqsZGsBG2Y
Follow Jornal das Comunidades on Twitter