(Lusa) – Cinco eurodeputados portugueses foram eleitos vice-presidentes de Comissões do Parlamento Europeu (PE) para a primeira metade da legislatura da assembleia europeia, foi hoje anunciado.

O eurodeputado do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Francisco Guerreiro, foi eleito primeiro vice-presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, ao somar 38 votos contra seis da candidata do grupo Identidade e Democracia, Maxette Pirbakas.

Já a socialista Margarida Marques ocupará o cargo de terceira vice-presidente da Comissão dos Orçamentos, ao ter sido eleita por aclamação, tal como aconteceu com o eurodeputado do Bloco de Esquerda José Gusmão, agora quarto vice-presidente da Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários, e com a também socialista Maria Manuel Leitão Marques, a nova quarta vice-presidente da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores

Já a social-democrata Cláudia Aguiar será a quarta vice-presidente da Comissão das Pescas ao recolher mais votos (19) do que a candidata do grupo Identidade e Democracia, Rosanna Conte (oito).

Os cinco eurodeputados portugueses desempenharão o cargo durante os próximos dois anos e meio, o que equivale a metade da legislatura da nova assembleia europeia (2019-2024).

Os vice-presidentes substituem os presidentes quando necessário, podendo presidir às reuniões das comissões parlamentares ou representá-las noutros fóruns.

As comissões parlamentares emendam as propostas legislativas, aprovando relatórios, propondo alterações para apreciação em sessão plenária e designando equipas para conduzir negociações com o Conselho sobre a legislação da União Europeia.

Aprovam também relatórios de iniciativa, organizam audições e examinam a atuação de outros órgãos e instituições da UE.

Na semana passada, o eurodeputado socialista Pedro Silva Pereira foi eleito vice-presidente do Parlamento Europeu.