O Parlamento Europeu aprovou anteontem, no decorrer da sessão plenária em Estrasburgo, o - Relatório Anual dos Direitos Humanos e a Democracia no mundo em 2017 – documento esse que o eurodeputado José Inácio Faria foi Relator de Opinião pela Comissão para os Direitos das Mulheres e Igualdade de Género, da qual é membro.

No âmbito do seu relatório, o parlamentar eleito pelo Movimento Partido da Terra / PPE, destacou a vulnerabilidade dos abusos sexuais, exploração das redes de tráfico e a violência pelas mulheres refugiadas, como questões prementes no mundo actual!

Este documento ora levado à reunião magna dos 751 representantes dos estados da União Europeia, vem salientar, mais uma vez, a necessidade de Paz e Democracia no planeta, combater as desigualdades sociais e as ditaduras, a opressão e a fome de milhares e milhares de seres humanos.

A propósito destas áreas ou temas a considerar, a Comissão Europeia, fez saber, recentemente, que “ no cerne da acção externa de toda a União, que reafirmou o seu papel enquanto principal defensora dos Direitos Humanos”, e o trabalho e empenho do eurodeputado José Inácio Faria preenchem exactamente essas linhas de acção e intervenção.

Recordem-se, só nos últimos meses, as deslocações e/ou missões em representação do Parlamento Europeu que José Inácio Faria tem participado, em especial na Venezuela e Myanmar, e encontros bilaterais com governantes, embaixadores, refugiados e equipas no terreno, leia-se médicos e voluntários na distribuição de alimentos.

Pub