EURODEPUTADO JOSÉ INÁCIO FARIA REGRESSOU DE MISSÃO NA ARMÉNIA

ID:N°/ Artigo: 2725
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O eurodeputado José Inácio Faria do Movimento Partido da Terra / PPE regressou duma missão de observador eleitoral na Arménia, em representação do Parlamento aquela antiga República da União Soviética.

No âmbito da sua estada para acompanhamento das eleições legislativas intercalares, motivadas pela demissão do Primeiro – Ministro, José Inácio Faria e seus colegas mantiveram reuniões com estruturas políticas governamentais e sociais arménias.

Um dos encontros mais salientes, onde a actualidade na Europa e no mundo esteve em discussão, foi com o Ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, Zohrab Mnatsakanyan. A base de trabalho do grupo de eurodeputados foi a cidade de Ashtarak, importante centro administrativo e cultural do país.

Com a deslocação á Arménia, esta é a terceira participação nas últimas semanas de Inácio Faria como Observador Eleitoral nomeado pelo Parlamento Europeu, depois de anteriores deslocações a Madagáscar e Geórgia.

O estado armeno situa-se a sul do Caúcaso, na Ásia, mas mantém relações sociopolíticas intensas com a Europa, bem como integra várias organizações do velho continente, incluindo desportivas e culturais, desde a sua independência em 23 de Agosto de 1990. Foi terra natal do milionário do petróleo Calouste Sarkis Gulbenkian (1869 – 1955), famoso colecionador de arte e fundador da instituição com seu nome em Lisboa, onde viveu já com cidadania britânica.

Entretanto, o trabalho de José Inácio Faria fóra de Bruxelas, desta vez no âmbito do membro da comissão parlamentar do Ambiente, prossegue estes dias.

A partir de amanhã e até dia 14, o eurodeputado vianense participa em Katowice, Polónia, na COP - Conferência das Partes e Convenção do Quadro para Alterações Climáticas - para implementação do chamado Acordo de Paris, numa organização das Nações Unidas. O evento reúne centenas de representantes de instituições ambientais e de sustentabilidade do planeta e decisores políticos, como o Ministro português do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes.

Pub
  


RECOMENDADOS PARA SI