(in DN) - O novo presidente da Comissão Política Concelhia do PSD de Caminha, José Luís Lima, defendeu na sua tomada de posse, a construção de um túnel de atravessamento do rio Minho para ligar aquele município ao vizinho galego de A Guarda.

O líder concelhio, que sucede a Liliana Silva naquele cargo, descreve o projeto como "arrojado", mas acredita que este será viável, dando como exemplos uma obra do género na Islândia e o "eurotúnel" do Canal da Mancha. Segundo José Luis Lima, a ideia surge na sequência de um antigo anseio local de construção de uma ponte sobre o Minho.

"O PSD tinha um estudo da viabilidade de uma ponte, mas atendendo ao facto de haver outras situações com túneis, nomeadamente o eurotúnel e também do impacto visual que esta iria ter, daí surgir essa ideia.

Não vai por cima, vai por baixo, como se costuma dizer", declarou ao Jornal de Notícias, referindo: "Lancei essa proposta no dia da minha tomada de posse pelo facto de ter lá presentes o eurodeputado José Manuel Fernandes, dois deputados da Assembleia da Republica, a Emília Cerqueira e o Carlos Abreu Amorim, e um membro da Comissão Política Nacional, e temos de aproveitar essas oportunidades, que não são muitas, para lançar grandes projetos".

E concluiu: "Se é possível construir os pegões de uma ponte também acho perfeitamente possível um túnel subaquático, porque a distância entre as margens é de cerca um quilómetro. Seria uma rua debaixo de água".

Pub