NOTA! Luso.eu usa cookies e tecnologias similares. Se você não alterar as configurações do navegador, você concorda com isso.

Saiba mais aqui

Compreendi

Naufrágio na Coreia do Sul faz pelo menos 13 mortos – novo balanço

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Pelo menos 13 pessoas morreram hoje e duas estão desaparecidas, depois de um barco de pesca sul-coreano colidir com uma embarcação de reabastecimento, indicou a guarda costeira.

Num novo balanço sobre o naufrágio, um oficial da guarda costeira indicou que sete pessoas foram resgatadas e duas estão desaparecidas, incluindo o capitão. A bordo do barco de pesca de 9,8 toneladas estavam 22 pessoas. O barco naufragou depois de colidir com uma embarcação de reabastecimento de 336 toneladas, ao largo da cidade de Incheon.

Segundo o mesmo oficial, que não quis ser identificado, a embarcação de reabastecimento não sofreu danos.

O gabinete do Presidente Moon Jae-in ordenou às autoridades que destacassem todos os helicópteros e aeronaves necessárias para procurar pelos desaparecidos.

No local estão 19 embarcações navais e da guarda costeira e cinco aeronaves, incluindo helicópteros. As autoridades estão a questionar a tripulação do barco de reabastecimento para tentar determinar as causas da colisão.

A Coreia do Sul foi palco de alguns acidentes marítimos significativos nos últimos anos, incluindo em 2014 quando um ferry se afundou, matando mais de 300 pessoas, a maioria crianças. Mais de 50 pescadores morreram ou desapareceram meses mais tarde, depois de o seu barco de afundar no Mar de Bering.

Pub


The Sol Ar Vinhos de Portugal

Eventos este Mês

Seg.Ter.Qua.Qui.Sex.Sáb.Dom.
1
3
4
11
12
13
14
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Pub Google

Últimos Tweets

Homem baleado frente a discoteca na Amadora está em estado grave - PSP https://t.co/5XczoIar0d
Belenenses reclama mais três títulos de campeão nacional de futebol https://t.co/h4wxAlQfSU
Preço da luz desce 0,2% em mercado regulado a partir de 01 de janeiro https://t.co/njhcAbrYXr
Follow Luso.be - Bélgica on Twitter