Stephen Kiplagat venceu o Belfius Brussels Marathon. O queniano conseguiu o tempo de 2:11:43, segundo tempo mais rápido de todos os tempos. Os seus compatriotas Eric Kering e Julius Tarus ajudaram-no no pódio mais rápido da história. David Stevens, o melhor belga, termina em 2:36:28. Na categoria feminina, a vitória voltou para Christelle Lemaire.

Bruxelas recebeu mais de 13 mil atletas de 65 países para o 14º Belfius Brussels Marathon & Half Marathon. A Meia Maratona foi a distância mais popular (mais de 8000 participantes). Aproximadamente 1.800 atletas participaram nesta maratona. O sinal de partida foi dado às 9 horas no Parc Cinquantenaire. Os maratonistas passaram por Rue de Belliard, Parc de Tervuren e Grand Place para retornar ao Bourse, numa distância total calculada de 42.195 km.

DOMÍNIO QUENIANO E O PÓDIO MAIS RÁPIDO

Desde o início, a corrida foi dominada pelo trio queniano. Eric Kering, titular, Stephen Kiplagat e sua lebre, Julius Tarus, marcaram o ritmo A metade do percurso foi efectuada no tempo de 1:07:12.

As excelentes condições meteorológicas proporcionaram uma segunda metade bastante rápida na corrida. Após 35 km, Kiplagat acelerou e deixou Kering para trás. Kiplagat (31) chegou ao final em 2:11:43, a sete segundos do record registado neste evento. "Um tempo fantástico", disse o vencedor. "Diverti-me bastante."

Kering, vencedor no ano passado, cortou a meta em 2:14:09, três minutos mais rápido do que tinha conseguido quando venceu em 2016. "Sinto-me satisfeito com o tempo conseguido com este resultado", segundo ele. Tarus, a lebre, terminou a corrida em 2:17:03, o pódio mais rápido da história da Belfius Brussels Marathon.

A Grã-Bretanha dominou as outras distâncias com vitórias no meia-maratona masculina, bem como em masculino e feminino nos 5 km. A meia-maratona masculina foi para Josh Bull (1:08:06) à frente do belga François Clais (1:08:59) e Pierre Batty (1:11:16). Sophie Hardy (1:18:45) foi a mulher mais rápida na Belfius Half Marathon. Tom Bell (13:02) e Sophie Smith (13:55) marcaram 5 km nos seus palmarés. O Chiquita Kids Run recebeu mais de 1.000 jovens corredores que viajaram por um quilômetro no Parc du Cinquantenaire.

O trânsito ao longo de todo o percurso da maratona esteve fortemente perturbado . Os participantes, bem como os seus apoiantes foram incentivados  a utilizar o máximo possível transportes públicos para chegar aos pontos de partida e chegada. Cada participante recebeu um ticket Stib gratuito após a inscrição.

Várias seções do percurso estiveram fechadas ao trânsito entre as 8h30 e as 14h30 deste domingo. Foi o caso da Avenida deTervuren e da Avenida Franklin Roosevelt. Vários túneis da pequena cintura  também estiveram cortados ao trânsito.

Paulo Cunha
Author: Paulo Cunha
Jornalista colaborador
Pode ler mais sobre este colaborador
Artigos deste Autor:

Pub