Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Doze horas de chuva sobre Luanda deixam 250 famílias desalojadas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - As chuvas que caíram hoje durante 12 horas consecutivas sobre a província angolana de Luanda provocaram mais de 140 inundações e o desalojamento de 250 famílias, segundo um balanço provisório dos bombeiros.

De acordo com o porta-voz do Serviço de Proteção Civil e Bombeiros, Faustino Minguês, as zonas mais afetadas foram os municípios de Viana, Cacuaco, Talatona e Belas.

Foram registadas inundações em 148 residências, bem como em ruas, nalguns casos devido ao transbordo das bacias de retenção das águas.

Da ação dos bombeiros, Faustino Minguês realçou o desabamento de uma residência e o resgate de seis membros de uma família no interior de uma casa, no distrito urbano de Benfica.

O porta-voz do Serviço de Proteção Civil e Bombeiros referiu que estes são dados provisórios, contudo, é possível já assinalar uma melhoria do quadro comparativamente a outras épocas chuvosas.

"Temos vindo a verificar uma redução do que são os impactos negativos pelas chuvas. Se formos fazer a comparação dos dados relativamente nos últimos três anos, vamos de facto verificar que há uma redução em termos de residências inundadas e também no registo de vítimas mortais", disse Faustino Minguês.

De acordo com o responsável, essa melhoria deve-se aos trabalhos realizados pelas comissões municipais no que diz respeito ao desassoreamento das manilhas e das linhas de passagem para permitir o escoamento das águas.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

Covid-19: Grupo NAU reabre hotéis no Algarve e Alentejo a partir de domingo https://t.co/4YTbzyk68C
Covid-19: OMS suspende temporariamente ensaios com hidroxicloroquina https://t.co/kaEWyjZBHM
Covid-19: Empresas já pediram 10,5 mil ME à banca mas dinheiro não chega - CIP https://t.co/qwBBUq5YSx
Follow Jornal das Comunidades on Twitter