A marca francesa Bugatti apresentou o seu automóvel mais caro no Salão Internacional Automóvel de Genebra, “La Voiture Noire”, da marca francesa Bugatti, e custa 11 milhões de euros.

O salão internacional Automóvel de Genebra decorre entre os dias 7 e 17 de março, havendo uma previsão para cerca de 700 000 visitantes.

A edição deste ano promete ser mais um sucesso a nível internacional, muito directionada para os automóveis elétricos sendo que a potência dos mesmos carros promete fazer furor tal a performance e a tecnologia utilizada.

Uma das estrelas do salão é o modelo único da marca francesa Bugatti, denominada “ Voiture Noire” ( o carro negro, em português), e trata-se do automóvel novo mais caro de sempre apresentado num salão: custa 11 milhões de euros, antes de impostos, e foi encomendado por um cliente francês.

O modelo foi apresentado ainda antes da inauguração oficial do evento, apenas para convidados especiais, e estando presentes 10 000 jornalistas, onde o nosso correspondente por Genebra, Augusto Lopes, esteve também presente em serviço, para registar o momento.

Este modelo foi inspirado no anterior Bugatti Chiron, sendo que a carroçaria é em fibra de carbono como uma referência do modelo Bugatti Type 54 SC Atlantic. Durante a apresentação foi referido que este modelo pretendia “recuperar “ o rasto do anterior modelo de 1938, uma referência do construtor francês.

A aerodinâmica é mais suave que a do Bugatti Divo, com base nas linhas mais fluídas e dos painéis mais ondulados. Vários pormenores despertam de imediato a atenção, como por exemplo: a "tampa" do motor na traseira, a asa traseira activa, os faróis LED horizontais na traseira, as seis saídas de escape e claro, as jantes que têm um desenho que se integra com os pneus.

A carroçaria deste Bugatti "La Voiture Noire" foi desenhada para transmitir elegância e foi moldada à mão em fibra de carbono, com o intuito de obter um automóvel futuristas, mas guardando as linhas clássicas usada nos anos 30.

Em relação à potência ele possui o motor W16 de 8.0 litros que já conhecemos do Bugatti Chiron, mas com a performance de quatro turbos que produz 1.500 cv de potência e 1.600 Nm de binário máximo. Podendo atingir os 420 km/ h.

 

Augusto Lopes
Autor escritor / Jornalista / correspondente
Pode ler mais sobre este colaborador

Contactar o Autor via : Webmaster  Perfil: Info

Artigos deste Autor:

Pub