Penas entre cinco e seis anos de prisão para dois arguidos do processo Segurança Social

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – Os dois principais arguidos no processo crime que envolve funcionários da Segurança Social de Lisboa foram hoje condenados a penas efetivas entre cinco e seis anos.

O processo tem como arguidos 13 pessoas e uma empresa e em causa estavam os crimes de manipulação do sistema informático da Segurança Social, para anulação de dívidas de empresas, aumentos virtuais dos valores de pensões de reforma e atribuição fraudulenta de subsídios de desemprego, mediante recebimento de dinheiro.

O ex-coordenador do serviço de atendimento do Areeiro, do centro distrital de Lisboa da Segurança Social, Antonio Botelho, foi condenado a seis anos de prisão efetiva pelos crimes de falsificação de documento e de corrupção passiva.

Luís Mimoso Cerqueira, ex-diretor do núcleo de gestão do cliente, do centro distrital de Lisboa do Instituto de Segurança Social, foi condenado a cinco anos e três meses de prisão efetiva pelos crimes de corrupção passiva e falsificação de documentos.

Estes dois funcionários da Segurança Social estão ainda proibidos de exercer funções públicas durante quatro anos.

Outro dos arguidos condenado neste caso foi o advogado Cláudio Pisco, que teve uma pena de quatro anos e seis meses de prisão efetiva pelos crimes de corrupção ativa, posse de arma proibida e falsificação de documentos.

O tribunal criminal de Lisboa decidiu ainda absolver cinco arguidos do processo, incluindo a empresa, tendo ainda os restantes acusados ficado com penas suspensas.

Pub


RECOMENDADOS PARA SI

No restaurante Ricardos

BOM DIA HOJE 20/09

  • ARROZ DE CABIDELA
  • LULAS C/ MOLHO DE CARIL

Reserva on-line

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
16
17
18
19
22
23
24
25
26
28
29
30

Últimos Tweets

SARRABULHO E BACALHAU DE CEBOLADA JUNTA EMIGRANTES EM PARIS https://t.co/wzD9URqAvw
LE: Vitória de Guimarães arranca com derrota em Liège https://t.co/V2sxoQEr0O
Brexit: Especialistas apresentam alternativa ao ‘backstop’ https://t.co/escO694f7D
Follow Jornal das Comunidades on Twitter