PR condena insultos racistas a Marega e apela à ética, sentido cívico e bom senso

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – O Presidente da República condenou hoje os insultos racistas de que o jogador do FC Porto Marega foi alvo no domingo, lembrando que a Constituição da República é muito clara na condenação do racismo, xenofobia e discriminação.

“A Constituição da República Portuguesa é muito clara na condenação do racismo, assim como de outras formas de xenofobia e discriminação, e o povo português sabe, até por experiência histórica, que o caminho do racismo, da xenofobia, e da discriminação, além de representar a violação da dignidade da pessoa humana e dos seus direitos fundamentais, é um caminho dramático em termos de cultura, civilização e de paz social”, considerou Marcelo Rebelo de Sousa, numa declaração à agência Lusa.

O jogador do FC Porto Marega pediu para ser substituído ao minuto 71 da partida com o Guimarães, por ter ouvido cânticos e gritos racistas de adeptos da formação vimaranense, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminaria o encontro.

Na declaração à Lusa, o Presidente da República sublinhou que só pode “condenar, como sempre, veementemente, todas as manifestações racistas, quaisquer que sejam”.

Marcelo Rebelo de Sousa apelou ainda “à ética, ao sentido cívico e ao bom senso, para que se evitem em Portugal escaladas que violem valores básicos da nossa comunidade e só possam contribuir para a divisão fratricida entre os portugueses”.

O Presidente da República falava à Lusa no Dubai, no regresso a Lisboa da visita que fez à Índia.

 


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Covid19 5 casos confirmados no concelho de Caminha https://t.co/xr3QvK99lM
Covid-19: Chega rejeita "pandemónio" e admite reservas a renovação de emergência https://t.co/TA63l9m3FP
Covid-19: Iniciativa Liberal contra renovação de emergência que pisa “demasiadas linhas” https://t.co/H7VmVKtsK5
Follow Jornal das Comunidades on Twitter