quinta-feira, 06 outubro 2022

O AMOR DE MÃE É ETERNO

Out. 04, 2022 Hits:74 Crónicas

INSULTUOSO – CORROMPIDO…

Out. 01, 2022 Hits:246 Opinião

Então Paris como é?

Set. 28, 2022 Hits:49 Crónicas

Desliguei a internet

Set. 26, 2022 Hits:73 Crónicas

OS TEMPOS DAS CIDADES

Set. 19, 2022 Hits:118 Crónicas

Quem vai pagar impostos?

Set. 19, 2022 Hits:112 Opinião

Os robots não devem paga…

Set. 18, 2022 Hits:246 Opinião

Paternalismo

Set. 14, 2022 Hits:96 Crónicas

Hospital particular direcionado às doenças oncológicas vai nascer em Caminha





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


O concelho de Caminha, concretamente a freguesia de Vilarelho, vai ver nascer um hospital particular que terá como foco o diagnóstico e combate às doenças oncológicas.

O investimento superior a 12 milhões de euros é do grupo americano HCA Healthcare e prevê a criação de uma estrutura com Serviço de Atendimento Permanente, que funcionará 24 horas, Unidade de Internamento para Cirurgia com 12 camas, Bloco Operatório com três salas e vários serviços, entre eles Pediatria, com mais 12 camas. Este hospital estará centrado na Unidade de Medicina Nuclear, fundamental para o diagnóstico e a deteção de doenças oncológicas, que evitará deslocações regulares da população a diversos pontos do país.

Segundo já foi avançado do investimento global, "mais de nove milhões destinam-se à aquisição de equipamentos especializados e meios complementares de diagnóstico"..

Ainda segundo uma nota do município de Caminha “o investimento tem um prazo de execução de dois anos a contar do licenciamento camarário e visa dar resposta, a partir de Caminha, às necessidades da população do Alto Minho, abrangendo os seus 230 mil habitantes, sem deixar de ter em conta o potencial do território galego”.

Miguel Alves, presidente da autarquia caminhense, adiantou que “este é mais um investimento que atraímos para o concelho e que resulta de muitos meses de trabalho e cooperação. Em boa verdade, estamos a dar três boas notícias à população: a primeira é de que vão ter uma unidade hospitalar com capacidade para complementar a oferta pública e privada já existente, com particular enfoque na área oncológica, aproximando serviços e minimizando deslocações; a segunda é que o investimento criará dezenas de novos postos de trabalho diretos e indiretos, potenciando o aparecimento de novos negócios; a terceira é que resolvemos um imbróglio urbanístico que existe em Vilarelho”.

O Pedido de Informação Prévia efetuado pelo particular vai entrar nos serviços municipais nos próximos dias e “vai ser analisado com todo o rigor”, salienta nota do município, e posteriormente “estando tudo em conformidade, seguir-se-á o processo de licenciamento e, a nossa expetativa é que tenhamos o novo Hospital a funcionar a meados de 2024”.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Isabel Varela
Author: Isabel VarelaEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1682 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?