Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
domingo, 24 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Conferência Sobre o Futu…

Out. 24, 2021 Hits:145 Opinião

No Rio de Janeiro, centen…

Out. 23, 2021 Hits:112 Cultura

Em Lier

Out. 22, 2021 Hits:312 Apontamentos

Centro de apoio ao ciclot…

Out. 22, 2021 Hits:420 Portugal

Arrifana um filme histór…

Out. 21, 2021 Hits:217 Cultura

“Caminha deixou de esta…

Out. 21, 2021 Hits:290 Portugal

Irmãos chineses abrem em Bissau primeiro parque de diversões com montanha russa



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

(Lusa) - Os irmãos Ko e Wen viajaram da província de Shandong, no leste da China, para abrir o primeiro parque de diversões de crianças na Guiné-Bissau com uma montanha russa e várias atrações que têm feito as delícias dos mais pequenos.

O parque, aberto na semana passada dentro de um campo de futebol num bairro de Bissau, é a ajuda que os irmãos chineses entendem dar às crianças da Guiné-Bissau para que deixem de sonhar com algo que só poderiam encontrar na Europa ou na China, disse à Lusa Ko, 37 anos.

Ko vive e trabalha na Guiné-Bissau há dez anos, e fala o crioulo guineense de forma fluente, o que o ajudou a conseguir desenvolver negócios no setor das pescas, venda de água e gelo, bem como compra da castanha do caju, principal produto agrícola e de exportação do país africano.

Por constatar que as crianças guineenses não tinham um "bom lugar de diversão", Ko convenceu o irmão Wen, de 39 anos, a deixar Shandong para abrirem um parque em Bissau.

"Queremos ajudar as crianças da Guiné-Bissau a terem algo para brincar como na Europa ou na China. Não é preciso ir à China ver coisas destas", observou Ko.

A entrada do parque custa 3 mil francos CFA (4,5 euros), o que dá direito a um sumo e brincadeira em baloiços voadores, camas elásticas para saltos, montanha para escaladas de cerca de oito metros e montar no cavalo que anda em roda.

A principal atração do parque é, sem dúvida, a montanha russa, um comboio que gira à volta de um trilho durante cinco minutos por cada leva de crianças aos gritos, sob o olhar dos pais atentos.

"Abrimos de manhã, à tarde, até à noite, só fechamos quando sair daqui a última criança", explicou Ko.

O empresário referiu que o negócio "vai bem" e que quem entra no parque tem direito a um sumo, se for criança, e se for adulto tem à disposição dois bares.

Brevemente os irmãos chineses pensam abrir um outro lugar de diversão, este para adultos.

Ko considera a Guiné-Bissau "um bom país" e por isso, assinalou, tem convidado os "amigos e irmãos chineses" a investir no país africano, onde, disse, não há nenhum problema.

O único senão para Ko é aprender e falar o crioulo, que afirma lhe faz a cabeça num oito, como quem anda na ‘montanha russa'.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 242 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31

News Fotografia

Foto: DR