Óbito/Paulo Gonçalves: Liga de clubes lamenta morte de "símbolo do desporto motorizado"

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) lamentou a morte do piloto Paulo Gonçalves, ocorrida hoje durante o Rali Dakar, classificando-o como “um símbolo do desporto motorizado”.

“Paulo Gonçalves era um símbolo do desporto motorizado, cujo nome ficará para sempre ligado ao desporto português”, escreve o presidente da LPFP num comunicado divulgado pelo organismo que gere as competições profissionais de futebol.

Pedro Proença lembra que a carreia e a “forma carinhosa como era tratado pelos adeptos do desporto motorizado dizem tudo da sua personalidade”.

A Liga endereça as condolências à família do ‘motard’, que faleceu na sequência de uma queda durante a sétima de 12 etapas da 42.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita.

De acordo com a informação da Amaury Sport Organization (ASO), o alerta foi dado às 10:08 horas locais, menos três em Lisboa.

Foi enviado de imediato um helicóptero, que chegou junto do piloto às 10:16, tendo encontrado Paulo Gonçalves inconsciente e em paragem cardiorrespiratória.

"Depois de várias tentativas de reanimação no local, o piloto foi helitransportado para o hospital de Layla, onde foi confirmada a morte", referiu a organização.


RECOMENDADOS PARA SI