Apoio ao alto rendimento já conta com 400 atletas, diz secretário de Estado

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 (Lusa) - As Unidades de Apoio ao Alto Rendimento nas Escolas (UAARE) abrangem, neste momento, 400 atletas a frequentar o ensino obrigatório, adiantou hoje o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

Num discurso transmitido por videoconferência para as 16 escolas envolvidas, o governante realçou que o projeto, criado no ano letivo 2016/17 para conciliar a carreira de quem pratica desporto de alta competição com os estudos - surgiu em escolas secundárias de Montemor-o-Velho, Oeiras, Porto e Rio Maior -, está em crescimento constante, chegando, neste momento, a 400 alunos.

"Temos um problema nas UAARE. Estamos sempre em permanente desatualização. Quando dizemos 10 escolas, de repente já são 16. Quando dizemos 30 modalidades, já são 39. Ontem disseram-me que eram 390 alunos, mas acabei de saber que já são 400 alunos. Este projeto já ganhou a adesão de quem quer estudar e fazer desporto ao mesmo tempo", disse, na Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa.

João Paulo Rebelo tinha assumido, em julho, o objetivo de envolver 300 alunos nas UAARE ao longo do presente ano letivo e, com o objetivo superado, reiterou que todos os estudantes envolvidos vão escapar ao "drama" de "ter de escolher entre ser um desportista e ser um bom aluno".

Para o secretário de Estado, o projeto permite que os atletas consigam manter-se a par do programa escolar enquanto estão em estágio ou em competição, quer em Portugal, quer no estrangeiro, e resolve também o problema do estabelecimento de prioridades pelas famílias.

"Isto serve para descansar as famílias também. As famílias queriam acarinhar os seus filhos e as suas filhas com opções em que se reviam no desporto, mas por outro lado queriam garantir o futuro [dos seus filhos]", disse.

O governante elogiou ainda a colaboração do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), das autarquias, das escolas e das federações desportivas.

A videoconferência relativa ao projeto, que tem como embaixadores o antigo judoca Nuno Delgado, a campeã mundial de 50km marcha, Inês Henriques, e o futebolista Tarantini, do Rio Ave, teve ainda declarações de responsáveis de Rio Maior e de Guimarães.

A presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, disse que o concelho está envolvido nas UAARE para ajudar os seus cidadãos a tornarem-se "grandes atletas e alunos, homens e mulheres", enquanto a vice-presidente da Câmara de Guimarães, Adelina Paula Pinto, realçou que o programa ajuda a fomentar a inclusão no ensino.

Em Guimarães, o programa conta com 20 atletas e é constituído por uma parceria entre duas escolas e o Vitória de Guimarães, clube representado na I Liga portuguesa de futebol. Um dos vice-presidentes, Pedro Coelho Lima, disse que o clube tem o "papel social" de facilitar o acesso dos atletas ao ensino.


RECOMENDADOS PARA SI

Restaurante Ricardos

GBOM DIA HOJE 16/08 

  • PERNA DE FRANGO NO FORNO
  • PEIXE ESPADA GRELHADO

Reserva on-line

Últimos Tweets

Recevez un cadeau de bienvenue de 15 € quand vous ouvrez un compte Monese et réalisez votre première transaction av… https://t.co/ksIJ4fOuP2
SÍNTESE: Benfica continua na liderança e FC Porto afoga mágoas com goleada https://t.co/fZUPSoC9mF
From Vimeo
Acabei de adicionar “Oca-Girafa Project” para o canal https://t.co/yei698KNE4 no #Vimeo: https://t.co/WCyep9tIZY
Follow Jornal das Comunidades on Twitter