(Lusa) - O brasileiro Edmilson sabe o que é vencer ‘clássicos’ e ser campeão por FC Porto e Sporting, mas para o embate deste sábado, para a 17.ª jornada da I Liga de futebol, considera que os ‘dragões’ estão em vantagem.

Em entrevista à Lusa, o antigo extremo dos dois clubes, hoje com 47 anos, defende que um hipotético triunfo do emblema da Invicta "cria um fosso muito grande", sublinhando o potencial efeito decisivo nas contas do campeonato.

"Em equipas grandes, com essa diferença de pontos é praticamente impossível conseguir-se depois chegar perto. O FC Porto está bem, moralizado e vai jogar sem pressão nenhuma", salienta.

O FC Porto atravessa o melhor momento da temporada, expresso em 18 vitórias consecutivas, mas o Estádio José Alvalade tem sido o reduto mais difícil para os atuais campeões nacionais na última década. Por outro lado, os ‘leões’ sofreram uma derrota com o Tondela na derradeira jornada, mas, apesar disso, Edmilson lembra que os ‘clássicos’ são, por essência, imprevisíveis.

"O Sporting vem de uma derrota e o FC Porto está numa ascensão muito grande. Logicamente, o FC Porto vai estar com a autoestima bem alta. Já o Sporting parte com uma pressão muito grande, porque precisa de vencer", explica, sem deixar de frisar a importância do regresso do holandês Bas Dost à equipa.

"É inegável que o Sporting sente muito a falta do Bas Dost. O Sporting perde o seu jogo e tem de mudar a sua forma de jogar. É um excelente avançado, acho que vai chegar ainda a voos maiores na Europa", sublinhou.

Já no duelo de treinadores, o antigo extremo, agora dedicado ao dirigismo desportivo enquanto presidente da Comissão Executiva do Guarda Desportiva, um emblema dos distritais, lembra o passado em conjunto com Sérgio Conceição.

"O Sérgio Conceição sempre teve um perfil bastante próprio, muito aguerrido, sentia muito o jogo. Quando surgiu como treinador, já se via que tinha potencial para estar numa equipa grande da Europa. Não me admira a trajetória dele como treinador. Sempre disse que era um treinador à imagem do Porto e está a provar-se isso. Sente muito, é mesmo do Porto e é o treinador certo para o clube neste momento", declarou.

Paralelamente, Edmilson deixa também algumas palavras elogiosas ao técnico holandês do Sporting, Marcel Keizer, vincando que é necessário dar tempo para se verem resultados do seu trabalho.

"Quando se falou dele, fiquei um pouco hesitante, pois não sabia se ele conhecia alguma coisa do futebol português. Mas ele chegou, começou a trabalhar e foi-se provando a sua capacidade. Acho que é um grande treinador. Está há pouco tempo no Sporting e tenho a certeza de que vai fazer uma boa temporada", sentenciou.

Desafiado a deixar um palpite, o antigo jogador jogou ‘à defesa’ e com ‘fair play’, sem se comprometer com um prognóstico: "Às vezes motiva-se para um campeonato todo só vencendo um clássico. Que ganhe o melhor."

O jogo entre Sporting, quarto classificado, com 34 pontos, e o FC Porto, primeiro, com 42, referente à 17.ª jornada da I Liga de futebol, está agendado para sábado, às 15:30, no Estádio José Alvalade.

   

 


Pub