3 Técnicas de PNL para melhorar a comunicação no trabalho

ID:N°/ Texto: 4476
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um dos pressupostos da PNL (Programação Neurolinguística) é que nós nos comunicamos o tempo todo, seja pela linguagem verbal e principalmente pela linguagem não verbal.

Imagine que você está no seu ambiente de trabalho, perdido em seus pensamentos, passa por um colega e não diz bom dia, pois não o viu.

A maneira como o colega interpretará e reagirá será própria de como ele percebe a realidade, mas o fato é que houve uma comunicação.

Por exemplo, algumas pessoas preferem não dizer bom dia como sinal de respeito ao outro, para não incomodar.

Enquanto outros consideram que não dizer bom dia, é justamente um sinal de falta de respeito.

Quando estamos na presença de outras pessoas, mesmo que não haja uma intenção de comunicar, nós já estamos comunicando.

A linguagem é o que nos permite compartilhar nossas experiências e visão do mundo com as outras pessoas.

Por outro lado, quando escutamos o outro, podemos compreender como ele percebe a realidade, que pode ser muito diferente da nossa.

Por esta razão, a comunicação é considerada de extrema importância na PNL, pois ela é um elemento determinante na nossa vida e nas relações interpessoais.

Conflitos que acontecem no ambiente de trabalho (e em outros contextos) estão relacionados na maior parte das vezes, com uma comunicação pouco eficaz.

Comunicação eficaz, quer dizer que somos capazes de nos fazer entender e que essa comunicação terminará em uma ação.

Assim sendo, a eficácia da comunicação não está na intenção, mas sim nos resultados obtidos.

Saber que cada pessoa tem uma visão única do mundo nos permite adaptar e agir de maneira que a mensagem seja bem transmitida.

Isso não significa que é preciso mudar a própria personalidade, muito pelo contrário.

Estamos falando de flexibilidade e de fluidez para gerar interações mais positivas, utilizando essas 3 técnicas:

  1. Crie Rapport

O Rapport possibilita mostrar para outras pessoas, através do seu comportamento e das suas palavras que você aceita e valida a experiência delas.

É como encontrar o outro, na percepção da realidade dele.

Ao fazer isso, cria-se uma base efetiva para a comunicação eficaz e estabelece-se uma relação.

Estar em relação não é o mesmo que estar de acordo. Pode-se discordar de alguém, mas ainda assim manter o rapport.

Na prática, é interessar-se ao seu interlocutor: observá-lo, escutá-lo, aceitá-lo como uma pessoa que é diferente de você.

Alguns exemplos:

  • Ter o cuidado e interesse, perguntando sinceramente como está a outra pessoa.
  • Lembrar o que é importante para a outra pessoa.
  • Escolher roupas que se encaixem em um determinado trabalho ou ocasião social, isto é criar uma relação através da combinação externa.

 

  1. Identifique o sistema representacional do seu interlocutor

Nós recebemos informações do mundo exterior através dos nossos 5 sentidos, que usamos para representar o mundo internamente.

Nosso cérebro tem a habilidade de criar imagens para reproduzir ou imaginar sensações físicas, sons, gostos e cheiros.

A PNL chama esses processos de sistema representacional, pois todo o sistema de canais visual, auditivo e cinestésico (tátil, olfativo e gustativo) estão envolvidos em gerar a experiência.

A maior parte das pessoas tende a preferir um ou dois canais, e por consequência, isso será expresso na linguagem através do vocabulário que elas usam, e também dos movimentos oculares, que não abordaremos neste artigo.

Para identificar o canal de preferência do seu interlocutor, preste atenção nas palavras que ele usa.

Por exemplo: “ver uma imagem clara do que se quer para o futuro”, “quero ouvir o que as pessoas estão dizendo”, “sentir o gostinho do sucesso”, “dar uma mão para o colega”, etc.

Ao fazer isso, você poderá literalmente “falar a mesma língua” que ele, usando o canal de preferência dele, estabelecendo rapport e tendo uma comunicação eficaz.

  1. Sincronização

Outro requisito para toda comunicação eficaz é a sincronização, em outras palavras, para que o seu interlocutor possa entender e interpretar o que você diz é preciso estar na “mesma frequência”.

Por exemplo, em uma conversa entre duas pessoas, uma está sentada e relaxada e a outra está de pé e nervosa, há claramente uma dessincronização.

Face a este tipo de situação a PNL oferece a técnica do espelhamento, que é a base da sincronização.

O objetivo é fazer uma leitura da comunicação não verbal do interlocutor e adotar uma postura similar à dele, colocando-se na mesma dinâmica que ele.

Não é necessário reproduzir todos os gestos, movimentos, expressões ou respiração como um espelho.

Apenas preste atenção nas posições, por exemplo, se ele está sentado você também se senta, se ele coloca o corpo mais para frente você também coloca e assim por diante.

Sincronizar é fundamental para estabelecer “rapport”, além de passar a mensagem  para o seu interlocutor que você: respeita, leva a sério, ouve e valoriza.

Para concluir, recomendo que sempre se tenha um objetivo claro antes de começar uma comunicação verbal ou escrita dentro do seu ambiente de trabalho.

Pergunte-se: Que resultado quero obter com essa comunicação?

Também gostaria de lembrar que essas técnicas podem ser utilizadas também em outros contextos.

Gina Salazar
Author: Gina Salazar
Colaboradora Convidada
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Estrategista de desenvolvimento pessoal, nas áreas da  Transição Profissional e Relação com o Dinheiro. Especialista em Programação Neurolinguística, empreendedora com 20 anos de experiência em desenvolvimento de projetos e fundadora da EGrowth, empresa que desenvolve treinamentos e coaching, baseada em Bruxelas na Bélgica.

Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Últimos Tweets

Vamos a contas ! https://t.co/xcasuttRd5
Vamos a contas ! https://t.co/FITDrrxpzF
Espaço João Semedo inaugurado em Braga no próximo sábado https://t.co/uDJGrNv6kR
Follow Jornal das Comunidades on Twitter