CONTO / CULTURA - DESENVOLVIMENTO PESSOAL E EMPODERAMENTO FEMININO

“Pensamento positivo?! A sério?!”

Sentia-se tão triste, tão escura, que só lhe apetecia dizer mal de tudo. O tempo estava horrível, chovia a cântaros. Nem queria pensar que precisava de trabalhar até tarde mais um mês, para cumprir com o prazo para pagamento das prestações do carro, suportar a família, sozinha.
E a conta bancária...tão curta.

Mas a sério, muda o pensamento. “Como??” pensava, em desalento.

“E se perder o emprego? E se voltar a engordar e não couber mais no meu vestido vermelho?” Estava na hora de enfrentar estes medos: pegou numa folha e reviu os seus talentos, trabalhou no currículo enquanto comia uma salada e pesquisava uma novidade para fazer com os miúdos.

“Que graça, já me sinto diferente...”. O pensamento é como uma goteira, passa uma gota de cada vez e aos poucos, o quarto fica encharcado. E nunca chegarás a lado nenhum, se não deres um pequeno passo em frente. Se caíres, levanta-te. Se estiveres cansada, descansa. O espaço mental está lá - ocupa-o com o que sonhas, com o que planeias, com o que te faz sentir paz.

Repetiu as intenções, outra vez, mas com convicção. Cada dia era menos parvo repetir aquilo, cada dia era mais natural, estava seguramente mais perto do que queria.
Sentia-se tão animada, tão inspirada que só lhe apetecia dançar, pintar o mundo com cores giras e sorrir a toda a gente.

O tempo estava ótimo, o sol brilhava e fazia uns reflexos dourados no mar. Estava grata porque finalmente havia pago a última prestação do carro. E fê-lo sozinha.
E o dia...tão cheio.

Houve tempo para brincar, para lanchar com os miúdos, houve tempo para tanta coisa bonita. Sorriu.
“Pensamento positivo?! A sério.”

Pub

Ana Cristina Delgado
Pode ler mais sobre este colaborador

Entre em contacto : Ana Cristina Delgado  Perfil : Info

Artigos deste Autor: