TRABALHO: ‘Startup’ sofrem impacto negativo da covid-19 mas ainda não pensam despedir - inquérito

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mais de dois terços das ‘startup’ com sede em Portugal (73,1%) estão a sofrer um impacto negativo da propagação da covid-19, mas a maioria ainda não está a considerar cortes salariais (70,5%) ou despedimentos (75,6%).

Segundo as conclusões de uma análise do impacto económico da covid-19 no empreendedorismo nacional, 43,9% das empresas em análise estão com perdas superiores a 60% nas vendas, 60,3% acredita que a situação ainda vai piorar e 44,9% temem o encerramento.

A análise foi feita pela consultora empresarial Aliados Consulting em parceria com a FES Agency, com base num inquérito realizado entre 21 e 24 de março a responsáveis de 78 ‘startup’.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Covid-19: BE quer regras para evitar que bancos lucrem com crise https://t.co/YNS2XQFI7H
André Ventura deixa liderança do Chega e convoca convenção para setembro https://t.co/FDg2axgfsM
Covid-19: Quase 32 mil empresas portuguesas já recorreram ao 'lay-off' https://t.co/1RLUqX1dWK
Follow Jornal das Comunidades on Twitter