Covid-19: Brasil fecha fronteiras a nacionais da Europa, Austrália e vários países asiáticos

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - O Brasil anunciou na quinta-feira o fecho de fronteiras a partir da próxima segunda-feira para nacionais da Europa, Austrália e vários países asiáticos como medida de combate à pandemia da Covid-19.

Estas restrições, válidas por um mês, abrangem todos os passageiros de voos provenientes do Espaço Económico Europeu (União Europeia, Reino Unido, Islândia, Noruega e Suíça), China, Japão, Coreia do Sul, Austrália e Malásia, que não tenham residência no Brasil ou uma justificação profissional ou familiar para entrar no país, refere-se no decreto do Governo brasileiro.

O Ministério da Justiça, entidade governamental que emitiu o decreto, não explicou até agora porque é que esta restrição não se aplicava aos Estados Unidos, país onde mais de 10.000 casos e 153 mortes foram confirmados.

Brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil, por outro lado, podem circular livremente.

De acordo com o mesmo decreto, também será permitida a entrada no território de pessoas pertencentes a organizações internacionais que pretendam realizar uma missão no Brasil ou de pessoas devidamente autorizadas pelo Governo de Brasília.

Na manhã de quinta-feira, o Brasil já tinha decidido a proibição de entrada por terra de nacionais da Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru e Suriname.

O Uruguai, outro país fronteiriço com o Brasil, será objeto de uma decisão posterior. O Presidente Jair Bolsonaro já tinha também ordenado na terça-feira o encerramento da fronteira com a Venezuela.

O Brasil, com uma população de 210 milhões, registou até agora seis mortes e tem 621 casos confirmados de infeção por Covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 179 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Alguns Valores para o Casamento Feliz https://t.co/Jx8yZ8O6Yd
Rostos da Emigração https://t.co/HAO47FR0Ji
Covid-19: Marcelo vai reunir-se com a banca e espera ver setor "a retribuir aos portugueses" https://t.co/KFYmWLRq1g
Follow Jornal das Comunidades on Twitter