(Lusa) - O Banco de Portugal retirou de circulação, no conjunto, 759 notas de 100 e 200 euros entre 01 de janeiro e 30 de abril, adiantou o supervisor à Lusa.

Foram retiradas de circulação 476 notas de 100 euros e 283 notas de 200 euros em Portugal, desde o início do ano e até 30 de abril, de acordo com dados do regulador e supervisor bancário português cedidos à Lusa.

Já no conjunto do Eurosistema, foram retiradas 19.166 notas de 100 euros contrafeitas e 1.925 notas de 200 euros, também de acordo com o supervisor.

O Banco de Portugal salienta que “as notas de euro continuam a ser um meio de pagamento seguro e de confiança”, frisando que “o número de notas contrafeitas apreendidas continua a ser residual em relação à quantidade de notas em circulação”.

No final de abril, encontravam-se em circulação na zona euro 2.848 milhões de notas de 100 euros e 269 milhões de notas de 200 euros, não sendo, contudo possível, saber o número de notas em circulação em cada país.

Os anteriores dados do Banco de Portugal tinham revelado que, no total, 6.757 notas de euros tinham sido retiradas de circulação em Portugal entre julho e dezembro de 2018.

Deste total, 225 foram notas de 100 euros e 21 de 200 euros. A nota de 50 euros foi a mais contrafeita na segunda metade de 2018, com um total de 3.779 notas contrafeitas apreendidas.

Os dados relativos ao primeiro semestre de 2018, mostraram que tinham sido apreendidas 726 notas de 100 euros e 27 notas de 200 euros, tendo a nota de 20 euros sido a mais contrafeita, com um total de 7.622 unidades apreendidas.

As novas notas de 100 e 200 euros entram em circulação a partir de terça-feira, com a mesma cor, mas mais pequenas e com novos elementos de segurança, concluindo a implementação das notas da série Europa.


Pub