Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

'Brexit': Portugal quer manter acesso a águas da Noruega num futuro acordo UE/Reino Unido

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

(Lusa) – Portugal tem interesse em manter, quando se negociar um acordo de pescas pós-‘Brexit’ com Londres, a situação que permite à Noruega pescar em águas britânicas em troca de acesso às suas, disse à Lusa fonte oficial.

“Até agora, o nosso principal interesse na pesca em águas do Reino Unido tem a ver - e esperemos que não haja alterações em 2019 e 2020 - com o facto de a Noruega poder aí pescar, nomeadamente, sarda e verdinho, em troca de possibilidades de pesca de bacalhau em águas da Noruega”, sendo que Portugal é um dos Estados-membros que captura bacalhau em águas territoriais norueguesas, segundo fonte oficial do Ministério do Mar.

No entanto, a mesma fonte admite que “não será mesmo nada fácil” a negociação.

Diretamente, Portugal não tem qualquer quota de pesca em águas do Reino Unido.

A questão do acesso dos navios de pesca da União Europeia (UE) a águas britânicas terá que ser negociada depois de terminar o período de transição pós-‘Brexit’.

Os líderes dos 27 validaram no domingo, numa cimeira extraordinária em Bruxelas, o acordo de saída do Reino Unido da UE e a declaração política da relação futura entre as partes.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, notificou por escrito hoje o parlamento britânico de que o Governo alcançou um acordo para a saída da UE, agendada para 29 de março de 2019, onde o documento deverá ser votado nas próximas semanas.

Pub


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

10 de junho, um dia de reflexão sobre o futuro das Comunidades Portuguesas https://t.co/hhC7BoVFnA
Detido suspeito de matar a tiro dois cunhados no concelho de Valpaços https://t.co/qNnuZWIx4N
Covid-19: Bloco afirma que Ministério da Cultura não respondeu à crise no setor https://t.co/rgEYwaomJp
Follow Jornal das Comunidades on Twitter