NOTA! Luso.eu usa cookies e tecnologias similares. Se você não alterar as configurações do navegador, você concorda com isso.

Saiba mais aqui

Compreendi
Pub

Governo assinala "milhares de investimentos" de emigrantes em Portugal

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Governo assinala "milhares de investimentos" de emigrantes em Portugal

Lisboa, 23 mai (Lusa) - O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, assinalou hoje os "muito significativos investimentos" diários dos portugueses no mundo, com a criação de "milhares de micro, pequenos e médios projetos" em Portugal.

José Luís Carneiro, que sublinhou estar o Governo a trabalhar com a Associação Nacional de Municípios Portugueses num estudo, observou que "são aos milhares os projetos que emergem nas comunidades locais e que têm como origem os portugueses que estão no mundo".

Salientando que as remessas dos emigrantes alcançaram o maior montante de sempre - 3.550 milhões de euros -, o membro do Governo referiu a importância da realização do 1.º Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora, que se realiza em julho nos Açores, apresentado hoje na Casa dos Açores, em Lisboa.

Destinado aos investidores da diáspora, o encontro regional, que vai decorrer em 05 a 08 de julho, na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, tem como objetivo "aprofundar ainda mais as condições de internacionalização da economia portuguesa, a partir dos micro, pequenos, médios e grandes investidores locais e regionais".

Em simultâneo, pretende ser "um grande contributo para o investimento dos portugueses e lusodescendentes no seu país e nas suas terras de origem".

A ideia da realização de um encontro intercalar nos Açores - a que se seguirá um outro na Madeira no futuro - partiu do secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas do Governo açoriano, Rui Bettencourt, por ocasião das comemorações do Divino Espírito Santo, nos Estados Unidos.

José Luís Carneiro revelou expetativas fortes de que o 1.º Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora tenha "o mesmo sucesso e empreendimento" nos dois encontros de Investidores da Diáspora realizados, o primeiro em 2016, em Sintra, com 250 entidades empresariais de 35 países, o segundo no ano seguinte, em Viana do Castelo, com 280 investidores distribuídos por 38 nações.

Desses dois encontros resultaram "um conjunto vasto de investimentos em Portugal que estão em curso".

Rui Bettencourt salientou "a magnífica colaboração entre o Governo Regional dos Açores e o Governo da República" para a realização do encontro intercalar nos Açores, que tem "uma diáspora impressionante, de mais de um milhão de açorianos no mundo".

Referindo que os Açores têm 250 mil habitantes e há quatro vezes mais açorianos no mundo, o secretário de Regional do Governo Autónomo dos Açores frisou "a dimensão da diáspora" açoriana na emigração portuguesa e referiu a existência de "muitos investidores".

Rui Bettencourt elencou quatro áreas importantes "relevantes" na economia dos Açores, a primeira das quais o turismo, com "um crescimento de 15 a 20% por ano".

O investimento no mar dos Açores, que representa 18% do mar europeu, com um milhão de quilómetros quadrados, é outra das áreas.

"O mar traz investimento nas pescas, na aquacultura e no mar profundo", disse.

A terceira área é a indústria agroalimentar, em particular a de laticínios, com mais de 30% da produção de leite nacional e mais de 50% na de queijo, além de ter referido o "crescimento grande no chá biológico".

A ciência e tecnologia está igualmente "a atrair investidores".

"A ideia é que nestas áreas em particular, noutras também, possamos evidenciar as potencialidades do Açores", afirmou.

Pub
 


Últimos Tweets

Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/RGW9kY1SbC
Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/1b9NW5hClH
Génova: Governo italiano declarou "estado de emergência" por 12 meses https://t.co/g9PDazKxT2
Follow Jornal das Comunidades on Twitter