NOTA! Luso.eu usa cookies e tecnologias similares. Se você não alterar as configurações do navegador, você concorda com isso.

Saiba mais aqui

Compreendi
Previous Next

Jovem emigrante portuguesa, Marlene Cardoso, coroada “Miss Ronde Suisse Romande 2017”.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Teatro de Marens, em Nyon, Suiça recebeu mais de 400 pessoas para assistirem à cerimónia de coroação de Miss Ronde Suisse Romande, que foi atribuído a uma portuguesa, entre 150 candidatas.

Marlene Cardoso tem 30 anos, é natural de Viseu. Chegou à Suíça com a tenra idade de 6 anos de idade, tendo fixado residência em Genebra, onde fez os estudos ligados à área comercial. Desde criança sempre teve muitos sonhos, mas também  decidida  a lutar por eles. Assim, sendo uma jovem multifacetada teve passagens notáveis pelo canto, e vários tipos de dança. Não obstante todas estas virtudes ela não se sentia realizada e desejava alcançar algo diferente, que sempre a fascinou: a Moda.

Marlene Cardoso, como surgiu a ideia de  participares  neste concurso de Miss Ronde Suisse Romande?

Na realidade, foi uma amiga que me incentivou a participar, tendo insistido bastante pois ela achava que eu reunia  os critérios necessários para fazer uma boa representante da mulher com outras formas e tamanhos, e que poderia ajudar outras mulheres  a ganharem  auto-estima, não terem complexos com o seu corpo, podendo  ser mais felizes. Ela conhece-me bem e sabe que durante muito tempo vivi limitada por barreiras que eu própria construí. Agora meu projeto de vida passa pelo desejo de me livrar de complexos inúteis e sofrimentos antigos.  Este novo desafio  deu-me a oportunidade de reunir condições para encarar os desafios com outra determinação e confiança.

Prune Moeckli é a presidente do evento Miss Ronde Suisse Romande,  que vai já na quarta edição e sentia-se bastante  contente com o sucesso do evento, revelando com entusiasmo  o intuito deste concurso «… é dar uma experiência única às mulheres em seu caminho para a libertação do peso do julgamento das outras pessoas. Rodeado por uma equipa de profissionais que os treinará ao longo do caminho. Eles terão a chance de serem destacados e fotografados por pessoas sensíveis à beleza das mulheres com outras formas. Igual oportunidade, treinamento, apoio, compartilhamento e autodesenvolvimento são o tema desta aventura ».

Marlene, o que representou para ti esta experiência, de quase um ano em preparação e contacto com este meio da Moda?

Foi um percurso extremamente enriquecedor, onde  tivemos várias actividades de formação de auto-confiança, treinámos muito para fazer desfiles de moda, maquilhagem, aulas de expressão e sobretudo tivemos uma verdadeira cumplicidade entre todas, pois sempre houve um bom ambiente entre nós, com  muita animação, e convívio.

Recordo uma frase dita por uma colega nossa, também candidata  numa outra final, a Kristen, que dizia: «  Uma mulher sem curvas é como jeans sem bolsos, não sabemos onde colocar as mãos », o que revela bem que temos de sentir orgulho em nós, no nosso corpo e encarar a vida sempre com humor, pois se não  gostarmos de nós quem o fará?

No final do evento, seus pais, Joaquim Paulo, e Rosa Paulo, estavam radiantes, referindo que  « …se já antes tínhamos muito orgulho nela agora ainda estamos mais. Sempre nos deu muitas alegrias, e é muito amiga de ajudar os outros,  o que os seus amigos também retribuiram, pois ela recebeu apoio de muita gente, inclusivé vieram amigos de França para a apoiar nesta noite memorável »

Fotos : Lou Carriço



Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
16
17
18
20
23
24
26
27
29

Últimos Tweets

O trumpismo dos jovens lusodescendentes nos Estados Unidos https://t.co/dkBLODMQaM
Sonho do Capitão apreciado por Cozinheiros do Vidago Palace https://t.co/Y6Ed7VCM5Y
Ceci est un Vol. Isto é um voo. Rota de exclusão. https://t.co/lmuDx8V2yB
Follow Luso.be - Bélgica on Twitter