O crescimento do consumo do Pastel de Nata

Previous Next

ID:N°/ Texto: 4140

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Real Nata faz parte de uma empresa familiar com 25 anos de experiência no sector de panificação. A Real Nata está determinada a tornar-se de uso obrigatório diário na pastelaria local, em particular, para os “viciados” em café.

O produto final tem uma base crocante que envolve o delicioso recheio cremoso e exclusivo, resultando numa pastelaria incomparável, considerada uma das melhores experiências culinárias do mundo.

O crescimento do consumo do Pastel de Nata está em ritmo razoável, sobretudo nos últimos 5 anos em que as vendas atingiram números impensáveis tempos atrás, mas existe uma lacuna que ainda precisa ser preenchida: proporcionar ao Pastel de Nata, para além de um consumo elevado, uma qualidade superior e uma sofisticação na sua apresentação e divulgação.

O luso.eu, sempre atento às novidades comerciais, contactou o fundador, padeiro de formação, Pedro Mendes, pois foi ele que desenvolveu a receita artesanal, guardada em segredo até hoje, que é a praticada na fábrica em Portugal.

Pedro Mendes explica: “este é um negócio que poderia rapidamente alcançar lucro e sustentar uma taxa de retorno atraente para os nossos investidores”. Acrescenta: “queremos construir uma rede de “franchising” REAL NATA, em toda a Europa, e queremos premiar franquias para pessoas motivadas e empreendedoras que compartilhem a nossa paixão pelos nossos valores”. Como “franchisado” da REAL NATA, trabalha por conta própria, mas não o deixamos sozinho, prestaremos sempre a assistência necessária.

Oferecendo produtos de alta qualidade num ambiente sofisticado, Pedro Mendes  quer manter o  alto nível de negócios em todos os pontos de venda, em todos os momentos do dia, todos os dias da semana.

A REAL NATA estará presente este ano numa das maiores feiras da Suíça, o “Comptoir Helvétique”, onde Portugal, país convidado de honra, dará uma imagem atualizada de si mesmo, não apenas aquela transmitida através da imigração.

 Terra de oportunidades, um país moderno com jovens altamente qualificados, com um povo sensível à ecologia e que se voltou, ajudado pela sua localização geográfica, para a economia azul, Portugal quer fazer descobrir todas as suas facetas aos visitantes do “Comptoir Helvétique”. A feira terá lugar em Lausana (Centro de Congressos Beaulieu, Lausanne), de 13 a 22 de setembro, e reunirá expositores de diversos sectores.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Luís Montenegro em Bruxelas ESTAR NO LUGAR CERTO, COM AS PESSOAS CERTAS https://t.co/blv2z7xqmJ
CERVEJA JUNTA 300 BRASILEIROS EM PONTE DE LIMA https://t.co/NwJXDoXdPG
Meixão, o ouro do rio Minho https://t.co/AaOORb3lU6
Follow Jornal das Comunidades on Twitter