O MELHOR DE PORTUGAL'2019 Sétima edição, marcada por uma grande adesão popular!

ID:N°/ Artigo: 3575

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Decorreu com o êxito esperado, a sétima edição do grande certame "O Melhor de Portugal", em Bruxelas! E nem o frio, nem a chuva afastou a enorme adesão popular, nos cerca de 40 mil visitantes, segundo assumida estimativa da organização, este ano, a cargo exclusivo da CAP (Confederação dos Agricultores de Portugal). O emblemático parque do Cinquentenário voltou a vestir as cores de Portugal mostrando ao mundo a riqueza da nossa gastronomia, da arte e da cultura, do desporto, do folclore e da canção, da música ligeira e até da desgarrada, com as concertinas e cantiga livre; tudo o que o povo português gosta, numa festa e feira de craveira internacional.

Nesse privilegiado espaço público, com excelentes condições, estava também, a magnificência daquilo que produzimos, do nosso potencial agro-alimentar! Verdadeira demonstração da nossa capacidade de produzir, para exportar; incentivo e motivação, tão necessários à nossa economia relacionada com o sector agro-alimentar. Do Minho ao Algarve, da Madeira aos Açores, numa alargada representação nacional, com a qualidade e a diversidade de cada representante, de cada produtor e eram tantos.

Os dois dias de feira e festa permitiram dar a conhecer, a toda essa gente, a variedade dos nossos vinhos, dos queijos, dos azeites tradicionais, dos méis, das frutas e produtos hortícolas, dos enchidos e alheiras, dos presuntos, do artesanato, do ensino e da língua portuguesa... Este é de facto, um importante contacto com a comunidade portuguesa e de incidência directa na sociedade de acolhimento, onde se misturam vários idiomas, com clara maioria lusitana. Serve ainda, para uma maior aproximação com os importadores, os representantes corporativos e  claro, os consumidores.

Continuamos num tempo e num espaço, em que é necessário internacionalizar e promover, com a capacidade inovadora de expandir e comercializar, vencendo as barreiras do mercado livre, aberto, concorrente. Mais que os sinais são os resultados e tal como noutras edições, voltamos a dar provas dessa proficiência empreendedora, com a firme vontade, de apostar no mercado belga, sem medo nem rodeios, envolvendo os mais diversos agentes económicos. O que dá enorme satisfação a todos; participantes e quem assume a responsabilidade de organizar.

A par da festa e feira, de muita música e animação variada, do outro lado estavam as numerosas tasquinhas, que serviam deleitosos repastos, excelência da nossa gastronomia; com a sardinha assada, o churrasco, o delicioso leitão e saladas, o caldo verde e tantos outros petiscos servidos a preceito. Tudo bem regado com os melhores vinhos regionais; também não faltou a boa cerveja, que o tempo não ajudou a beber com a melhor apetência!

Ao ambiente de cheiros e de paladares, de cores e de conversas trocadas, de largos sorrisos e muitos abraços, juntou-se uma, duas, três concertinas, com a música que o povo não dispensa, por ser tradicional/popular, próximo e por isso, marcado na alma lusitana! E ao som das quais o Amigo Loureiro de Barcelos soltava a cantiga em rima, num assertivo elogio, provocando efusivos aplausos e outros sorrisos abertos, tão certeira era a quadra que, espontaneamente cantava! Durante os dois dias, sempre com a mesma atitude: animar e alegrar o povo! Facto conseguido, com toda a naturalidade. Pena mesmo foi, não ter sido convidado/autorizado a subir ao palco, para dali evocar, a alma e o orgulho da nossa portugalidade, aqui no coração da Europa; num contexto adequado, receptivo e deveras aliciante. Uma boa oportunidade perdida, mas haverá outras que possam ser compensadas, por mérito e aptidão. A esperança, sempre alcança...

De parabéns ficaram todos quantos se envolveram na organização e tarefas afins; do mais alto cargo de responsabilidade, até à mais simples tarefa, sem a qual não seria possível obter tão expressivo êxito. O elevado grau de sucesso, tem nome, tem rosto e chama-se uma boa equipa de trabalho, de coordenação, de envolvimento e entrega! Tudo isso dá ânimo, para projectar a edição que já está em contagem decrescente. Repetir a já famosa Festa, Feira e Romaria, aqui na capital da Europa, com  “O Melhor de Portugal”, naturalmente! O grande objectivo foi promover Portugal, exaltando o nobre sentimento da Diáspora portuguesa na Bélgica. Ao que somos, juntamos o que temos de melhor e desse modo se conseguiu transformar, um novo sonho, em realidade; dois dias de potenciais oportunidades de promoção e de negócio. Com encontro marcado para 2020, no mesmo lugar, com o mesmo entusiasmo e dedicação; pelos portugueses, com Portugal à frente!


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Últimos Tweets

Óbito/Roberto Leal: Fãs emocionados em velório viam cantor como símbolo da família https://t.co/xonF04GbxQ
Eleições: Partido da Terra acusa partidos de serem eco-oportunistas https://t.co/wcnBPLvx5d
Debate com candidatos ao círculo da Europa •۰ A palavra https://t.co/NNu34A5L5I
Follow Jornal das Comunidades on Twitter