Considerado o prato típico de Ponte de Lima com sua entrada no circuito comercial em 1860, e registada como uma receita europeia a preservar, no âmbito dum encontro realizado em Junho 2014 em Pécks, Hungria, o Arroz de Sarrabulho como se tornou mais conhecido, continua a ser uma emblemática iguaria no panorama nacional e já internacional!

Depois de ser incluído como prato de carne da representação de Portugal num evento sobre a Protecção dos Oceanos realizado no Parlamento Europeu Terça-feira 2 do corrente em Bruxelas pelo eurodeputado José Inácio Faria do Movimento Partido da Terra / PPE, a sua divulgação é novamente notícia nesta semana.
Referimo – nos ao jantar que decorrerá amanhã em Ajaccio, capital da Córsega, organização do grupo folclórico Emigrantes Portugueses, daquela ilha, situada a quatro centenas de quilómetros da costa francesa (Marselha).

Será a segunda vez, depois de 26 de Janeiro último, que a comunidade portuguesa daquele território, afincadamente limiana e de Refóios, organiza o evento, aberto a conterrâneos oriundos de outras regiões portuguesas, e estrangeiros! A liderar a festa teremos Clara Fernandes, Presidente do Rancho Folclórico, e conhecedora das tradições, usos e costumes, transmitidas de geração refóiense, diga-se! E, as inscrições são limitadas a 200 comensais…

Mas, as páginas do calendário de promoção do Sarrabulho á moda de Ponte de Lima continuam a ser assinaladas por vários interessados, a título particular ou institucional. Em causa, não está a sua procura aos fins de semana por centenas de apreciadores (ou futuros depois de o aprovarem), por restaurantes de Ponte de Lima, vila e concelho.

As solicitações continuam a vir de fóra, e já com datas na Agenda para 2020 para a região de Lisboa e França, para que cozinheiros ou restaurantes aderentes lá se desloquem para o confecionarem.

 


Pub