Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Comunicado do MPT sobre falecimento do seu Presidente Honorário Gonçalo Ribeiro Telles

Convide os seus amigos

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 


O Partido da Terra - MPT manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento de Gonçalo Ribeiro Telles, fundador do Movimento Partido da Terra-MPT, em 1993, ao qual presidiu de forma honorária desde 2007 até ao último momento.

Um humanista na verdadeira acepção da palavra, foi pioneiro do ecologismo na política portuguesa, mestre de muitos arquitectos paisagistas, um vanguardista na compreensão da paisagem sob o ponto de vista holístico e um visionário nas políticas de ordenamento do território, denunciando sempre a florestação em monocultura como causadora da destruição dos sistemas agrícolas comunitários.

Com uma vida intensa dedicada à intervenção pública, teve em 1967 a ousadia e coragem de denunciar que na origem das cheias desse ano, que provocaram mais de 500 mortos na noite de 25 para 26 de novembro, estavam os problemas do desordenamento do território, denunciando os aspectos físicos das cheias e as carências quanto à habitação.

Enquanto Ministro de Estado e da Qualidade de Vida, no VIII Governo Constitucional, chefiado por Francisco Pinto Balsemão, assumiu um papel preponderante no estabelecimento de um regime sobre o uso da terra e o ordenamento do território, ao criar as zonas protegidas da Reserva Agrícola Nacional, da Reserva Ecológica Nacional e as bases do Plano Diretor Municipal. Esteve também ligado à redação das propostas da Lei de Bases do Ambiente, da Lei da Regionalização, da Lei Condicionante da Plantação de Eucaliptos, da Lei dos Baldios, da Lei da Caça e da Lei do Impacte Ambiental.

Enquanto arquitecto paisagista, a sua vida cruza-se com a da capital do nosso País, onde a sua marca está presente nos percursos quotidianos de milhares de pessoas, sendo provavelmente o seu projecto mais emblemático o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian, que lhe valeu (ex aequo com António Viana Barreto) o Prémio Valmor de 1975. Foi um acérrimo defensor das hortas urbanas em Lisboa, cidade que lhe deve também o Corredor Verde de Monsanto, concluído em dezembro de 2012, trinta anos depois de ter sido idealizado por si.

O Partido da Terra – MPT, enlutado, presta sentida homenagem ao seu Presidente Honorário endereçando sentidas condolências à sua família bem como a todos os militantes e simpatizantes do MPT.


RECOMENDADOS PARA SI

EU APOIO O Luso.eu

Últimos Tweets

Projeto PineWALL propõe estratégia inovadora para combater a doença da murchidão do pinheiro https://t.co/B8Pa7vZa2P
Projeto PineWALL propõe estratégia inovadora para combater a doença da murchidão do pinheiro https://t.co/qzhGVi4dJ6
(PCP) Partido Contra o Povo https://t.co/puX05J0gue
Follow Jornal das Comunidades on Twitter