FALECEU FERNANDO CALHEIROS, ANTIGO PRESIDENTE DE PONTE DE LIMA

ID:N°/ Texto: 4407

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Vítima de doença prolongada, faleceu na antevéspera de Natal o estimado amigo Fernando Augusto de Vasconcelos Calheiros de Barros, cidadão limiano que serviu os destinos do concelho, nas vertentes política e social.

Homem simples, dedicado a causas, amigo do amigo, o seu trato caracterizava-se por uma boa disposição constante, associado a conversas várias com quem recebia ou se cruzava.

Aos 82 anos desapareceu do número dos vivos um dos poucos limianos que dirigiu as principais instituições do concelho na sua liderança, a par de uma Fé constante e uma dedicação familiar, apesar das ocupações diversificadas que seguidamente elencaremos.

O seu funeral na tarde de ontem, Dia de Natal, foi testemunho de toda a amizade que o caracterizava, com a igreja paroquial de Rebordões Souto pequena para o último adeus ao conterrâneo Fernando Calheiros. Para além do Pároco que presidiu á eucaristia, concelebraram outros dois sacerdotes, perante a assistência de gente anónima e representações oficiais: Câmara Municipal, Irmandade da Misericórdia e outras da freguesia, e Comando e Corpo Activo dos Bombeiros, que pegaram a urna coberta pela bandeira do concelho.

De uma longa amizade que com ele mantivemos, de parceria com ideologias e serviço de voluntariado, o saudoso amigo merece que evoquemos a sua passagem e o seu serviço, por causas e motivos que abraçou, por dedicação e empenho que caracterizaram uma relação de mais de quarenta anos, pois desde 1976 assim aconteceu.

Fernando Calheiros tem uma longa página de serviços a Ponte de Lima, senão vejamos: foi vereador da Câmara Municipal entre 1977 – 1986; Presidente de 1990 – 1994; Provedor da santa Casa da Misericórdia de 1989 – 1997; Presidente dos Bombeiros Voluntários de 1997 – 2000, e também Presidente do Rotary Clube local e Delegado concelhio da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Na  liderança autárquica de Fernando Calheiros colaborei, modestamente, com ele em várias iniciativas culturais a seu pedido, como a celebração do Dia da Comunidade Luso – Brasileira em 1994, com uma exposição evocativa dos Limianos torna – viagem no antigo quartel dos Bombeiros Voluntários juntamente com o saudoso Limianista Padre Manuel Dias; a Presidência Aberta de Mário Soares em 1992, com as homenagens ao Cardeal Saraiva na casa onde viveu na rua do mesmo nome (actualmente em reforma que merece ser acompanhada!) e a António Feijó, cuja foto recorda o momento com o sobrinho no uso da palavra, e os 80 anos do extinto (?) semanário Cardeal Saraiva em 1990.

Durante seus mandatos no município e na Santa Casa da Misericórdia, a memória recorda-nos duas participações importantes do amigo Fernando Calheiros: a instalação da grande fábrica de componente automóveis em Fornelos, a construção do Lar de Idosos Cónego Barbosa Correia e a instalação do ensino superior privado, então com o Instituto Erasmus, depois integrado na Universidade Fernando Pessoa.

 Por tudo isto, pela amizade e pelo progresso da nossa terra, uma emocionante recordação de quem parte, mas cuja Obra ficou!


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

Forte da Ínsua vai tornar-se em hospedagem https://t.co/q5bnEv2WEX
BE quer saber que medidas vai tomar o Governo após insultos racistas a Marega https://t.co/X1VGd8RZyT
Óbito/Tozé Martinho: Luis Filipe Vieira expressa tristeza pela morte de benfiquista https://t.co/cXAeQcaQNF
Follow Jornal das Comunidades on Twitter