Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: Bruxelas anuncia 1.º acordo para compra de possível vacina da AstraZeneca

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – A Comissão Europeia anunciou hoje um primeiro acordo com a farmacêutica AstraZeneca para a compra de 300 milhões de doses de uma potencial vacina contra a covid-19, com uma opção de mais 100 milhões em nome dos Estados-membros.

Hoje foi negociada uma base negocial, que será concluída se a vacina que está a ser desenvolvida pela AstraZeneca se revelar eficaz face ao novo coronavírus SARS-CoV-2 e o executivo comunitário salientou ainda, em comunicado, que continua a discutir acordos semelhantes com outros fabricantes de vacinas.

O acordo hoje aprovado será financiado com o Instrumento de Apoio de Emergência, que dispõe de fundos dedicados à criação de uma carteira de potenciais vacinas com diferentes perfis e produzidas por diferentes empresas.

A candidata a vacina da AstraZeneca já se encontra na Fase II/III de ensaios clínicos em larga escala, após resultados promissores na Fase I/II no que diz respeito à segurança e imunogenicidade.

A biofarmacêutica está presente em Portugal.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 750 mil mortos e infetou quase 21 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.770 pessoas das 53.548 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Suspeito admite ataque em Paris e justifica-o com republicação do Charlie Hebdo https://t.co/4Rhfb7I4eN
Jovens farmacêuticos devem ser aproveitados pelo sistema de saúde https://t.co/ImNLtkAFs8
FC Porto e Benfica procuram segunda vitória para igualar Santa Clara https://t.co/AncGGhMOvd
Follow Jornal das Comunidades on Twitter