Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: Brasil regista recorde diário de 114 mortes e 1.661 infetados

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - O Brasil registou 114 mortes e 1.661 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um recorde diário para o país sul-americano, informou hoje o Ministério da Saúde brasileiro.

No total, o Brasil tem agora 667 vítimas mortais e 13.717 casos confirmados de infeção pela covid-19.

Em relação a segunda-feira, quando o país registou 926 novos infetados, houve um aumento de 14%. Quanto aos óbitos, a subida foi hoje de 21% relativamente ao dia anterior, quando se registaram 67 óbitos.

De acordo com a tutela da Saúde, o Brasil ocupa agora a 12.ª posição nos países com maior número de óbitos, é o 14.º com mais casos confirmados e está em 8.º lugar em taxa de letalidade.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 80 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 735 mil infetados e mais de 57 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.127 óbitos em 135.586 casos confirmados hoje.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Distritos de Beja e Faro sob aviso amarelo devido à chuva e trovoadas https://t.co/oXqpdHMvUe
"516 Arouca" a maior ponte pedonal suspensa do mundo https://t.co/CYjdh4yBCB
ENTREVISTA: “Ser membro do Governo não faz parte do meu ADN” – António Costa Silva https://t.co/1Cp0MZbsfa
Follow Jornal das Comunidades on Twitter