(Lusa) – O Presidente norte-americano assinou hoje uma legislação que permite o financiamento das estruturas governamentais até 15 de fevereiro, permitindo a sua reabertura após um 'shutdown' de 35 dias, o mais longo da história.

Donald Trump tomou a decisão sob uma crescente pressão e um alargamento de situações de rutura de funcionamento, designadamente em aeroportos e serviços fiscais, mas sem conseguir obter o dinheiro para financiar o muro que pretende na fronteira com o México.

O recuo de Trump ocorreu no 35.º dia do encerramento parcial de vários serviços do governo, quando se acumulavam várias situações de disfuncionalidade, como os atrasos crescentes nos aeroportos, e se tornava a passar pela situação de não pagamento dos salários a mais de 800 mil funcionários públicos.

A reabertura acordada entre democratas e republicanos e promulgada por Trump é de apenas três semanas, até 15 de fevereiro, data em que o Presidente quer ver negociado um acordo que inclua dinheiro para o muro.


Pub