Delegacia de Saúde de São Vicente lança projeto Viver bem na terceira idade

“Viver bem na terceira idade” é lema de um projeto que tem como finalidade proporcionar aos mais velhos melhor qualidade de vida.
A iniciativa é da Delegacia de saúde de São Vicente e conta com a coordenação dos centros de saúde em parceria com a Associação Cabo-verdiana de apoio a terceira idade (ACATI) e voluntários.

O projeto que está sendo implementado em todos os centros de saúde, conta com uma equipa de técnicos de saúde multidisciplinares.
Idosos e adultos no geral de Monte Sossego e arredores são avaliados antes das atividades físicas para saber o que podem ou não fazer em termos de exercícios físicos.
Conversamos com alguns participantes que mostraram-se entusiasmados com a iniciativa. Valentina é uma das idosas que diz estar a precisar de exercício físico. “ Eu vim porque estava precisando de algo do tipo, porque quando entramos nesta idade começamos a ter muitos problemas de saúde e a ginástica pode nos ajudar” Já Margarida é outra idosa que não sai muito de casa porque tem um doente ao seu cuidado. “ Eu não tenho muito tempo, o meu marido é paralisado e tenho que cuidar dele. Mas quando posso faço algum exercício porque é bom para a saúde”

Marco Paulo, um dos voluntários mostrou-se satisfeito com a atividade e disse que os idosos que frequentam as atividades na zona de Craquinha já estão mais ágil “é uma grande valia ver os idosos da nossa comunidade a praticar atividade física. Sabemos que na faixa etária da terceira idade há muitas patologias e muitos idosos ficam em casa sozinhos. Nos estaremos aqui três vezes por semana para proporciona-los uma vida melhor” concluiu Marco acrescentando que na zona de Craquinha a iniciativa decorre há três meses e os idosos já tem mais mobilidade funcional”

Jaquelina Cid, médica, responsável do centro de saúde de Monte Sossego e Delegada substituta fala da natureza do projeto e destaca a sua importância.
“Este projeto é destinado às pessoas da terceira idade, adultos no geral, pessoas que têm alguma doença ou não e que tomam medicamentos ou não para avaliação a nível de saúde e determinar o tipo de atividade física. Este projeto tem também um caráter social, porque muitas vezes os idosos ficam em casa isolados e é uma forma de traze -los para rua, para conviver com pessoas da mesma idade, trocar experiências para que não fiquem em casa e poderem ter uma velhice com qualidade” adiantando, no entanto, que a prática de atividade física tem um papel muito importante na saúde não só pelo físico, mas também pela mente e estado de humor.

Médicos, enfermeiros, psicólogos, assistente social, nutricionistas, professores de educação física, monitores de ginásio e o jardim flores de Monte sossego juntaram-se para proporcionar uma vida mais alegre aos mais velhos. A iniciativa já decorre na zona de Ribeira de Craquinha há já três meses.

Pub
 

 

Maria do Carmo
Jornalista / colaboradora com carteira nº 014/2016 e carteira da FIJ - nº CV368
Pode ler mais sobre este colaborador
Artigos deste Autor: