NOTA! Luso.eu usa cookies e tecnologias similares. Se você não alterar as configurações do navegador, você concorda com isso.

Saiba mais aqui

Compreendi
Pub
Previous Next

À Sombra do Silêncio/À L'Ombre du Silence

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Lançamento do Livro Solidário Bilingue « À Sombra do Silêncio/À L'Ombre du Silence » uma parceria « Mulher Migrante Suiça » e « Ser Mulher, projecto solidário » - GenebraA Antologia poética "À sombra do Silêncio/À L’Ombre du Silence" – Editora Mosaico de Palavras foi lançada, sábado, na UOG - Université Ouvrière de Genebra, na Suíça , sendo a organização deste evento, da Associação Mulher Migrante – Suiça.

A Associação MULHER MIGRANTE ( Association Femme Migrante) é uma organização não governamental sem fins lucrativos que promove a igualdade de participação entre mulheres e homens a nível social, cultural, económico, profissional e político.

Pretende promover iniciativas que reforcem a actividade intercultural e social, neste caso, promovendo e apoiando uma Causa Social através da interacção com as Artes. A cultura como instrumento ao serviço dar artes, de mãos dadas com a Saúde no apelo à prevenção do Cancro da Mama.

A abertura da sessão foi feita pelo Exmo Sr Cônsul-Geral de Portugal em Genebra, Dr Miguel de Calheiros Velozo que também fez questão de oferecer o Porto de Honra.
Este livro solidário bilingue, português/francês, cujas vendas revertem a favor do Centro da Mama do Hospital de São João do Porto, foi abraçado por 30 autores, sendo 15 da escolha da autora do prefácio Lídia Tavares, escritora e mentora da página « Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen, por Portugal a pedido da mentora do »Ser Mulher, projecto solidário », Lídia Moura e e os outros 15, autores lusófonos e francófonos, alguns emigrantes, de minha escolha, enquanto presidente da Associação Mulher Migrante – Suíça.

Um projecto abraçado também pela artista plástica Lena Gal, criadora das telas da capa desta Antologia, bem como das ilustrações de todo o livro.
A excelente tradução da obra foi executada pelo tradutor e artista plástico, Pedro de Sousa Pires, também de forma solidária.
Na parte musical, tivemos connosco durante todo o evento, o músico e trompetista David Mercier e a Fadista Angélica com temas e interpretações fabulosas que prenderam toda a audiência numa sala que ficou repleta. Mais dois artistas que apoiados por Andrea Mercier que nunca poderíamos deixar de referir, abraçaram de forma solidária esta tão nobre causa de apoio e prevenção ao Centro da mama do Hospital de S. João do Porto.

Este evento, sempre intercalado por momento musicais, teve naturalmente, momentos de tertúlia poética, por alguns dos autores presentes na Suiça e foram eles, Alexandre Grandjean, Jessica Da Silva Villacastin, Ana Casanova, Cláudio Cordeiro, José Alberto Postiga, Jorge Ribas e ainda sem esperarmos, do proprio Exmo Sr Cônsul-Geral Dr Miguel de Calheiros Velozo, que pediu para ler um poema que lhe tocou especialmente. Realçou que o fazia enquanto leitor de poesia, que muito aprecia também.

Lídia Moura que como «Mãe » do « Ser Mulher » já vai na terceira antologia solidária, sendo esta uma edição especial bilingue em parceria com a Mulher Migrante – Suiça, falou também da sua experiência e vivência com médicos, enfermeiras e mulheres com cancro da mama, apelando sempre à prevençâo e enorme importância de conciencializaçâo da Mulher nos exames básicos efectuados em casa e na procura de apoio, mal sinta o primeiro sinal de que algo não se encontra bem. A Associação Mulher Migrante criou um panfleto de informaçâo de todos os cuidados a tomar e que podem « ajudar a salvar uma vida » e distribuiu por toda a sala.
A Mulher Migrante recebeu uma distinção pelo apoio ao projecto, o que já havia sido feito na semana anterior, em Portugal, pelo projecto solidário, distinguindo várias mulheres dos mais diversos quadrantes, na « Gala Ser Mulher «.

Também a Associação Mulher Migrante, surpeendeu Lídia Moura e Lília Tavares, tornando-as Membros Honorários, destacando o seu contributo valioso em prol da divulgação da literatura e da cultura lusófonas, bem como da solidaridedade entre os povos.
A Associação agradeceu o o apoio dos parceiros : Caixa de Crédito Agricola, Editora Mosaico de Palavras, Pastelaria Bessa e Quality Net.

Seguiu-se depois o momento das dedicatórias pelos autores presentes, seguido do Porto de Honra, num evento literário, musical e humano de partilha que sabemos, ter sido apreciado por todos.
A Associação Mulher Migrante – Suiça, congratula-se pelo facto, esperando que este momento dê lugar a muito outros, apelando à Solidariedade e Prevenção.

Pub
 

Ana Casanova
Author: Ana Casanova
Colaboradora / Correspondente
Pode ler mais sobre este colaborador
Pode ler mais sobre este colaborador

Entre em contacto : Ana Casanova Perfil: Info

Artigos deste Autor:

Últimos Tweets

Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/RGW9kY1SbC
Fogo florestal em Guimarães em resolução https://t.co/1b9NW5hClH
Génova: Governo italiano declarou "estado de emergência" por 12 meses https://t.co/g9PDazKxT2
Follow Jornal das Comunidades on Twitter