Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
quinta-feira, 27 janeiro 2022

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Torneiras pingam facturas exorbitantes e muito descontentamento



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Praticamente que ainda agora o ano de 2021 começou e o descontentamento da população quanto ao funcionamento das Águas do Alto Minho continua a subir de tom … Facturas que continuam a chegar com valores exorbitantes levam população a mostrar o seu total descontentamento.

Segundo tivemos conhecimento famílias tem recebido facturas com valores que rondam os 200 e 100 € e afirmam que não vão pagar porque o erro não foi deles mas sim da empresa Águas do Alto Minho e exigem explicação.

Recentemente, a empresa de gestão das redes de água em baixa e de saneamento Águas do Alto Minho anunciou o alargamento do prazo de pagamento das faturas que expira a 05 de Fevereiro por seis dias úteis. Em comunicado a empresa explicou que a medida “tem como objectivo colmatar os constrangimentos provocados pela situação de estado de emergência, no âmbito da pandemia pela covid-19, que originaram atrasos na distribuição da correspondência em algumas áreas de intervenção da Águas do Alto Minho”.

A empresa ainda relembra os clientes que podem recorrer à linha de atendimento telefónico e ao ‘website’, para tratar todos os assuntos relacionados com o serviço prestado, sem terem de sair de sua casa. Mas, segundo tivemos conhecimento alguns utentes dizem que o seu contacto e reclamação com a empresa tem ficado sem resposta ...

Recordar que em Janeiro as Águas do Alto Minho anunciaram que iriam proceder à regularização de consumos não facturados em 2020", através do envio de duas faturas. Uma factura seria referente ao actual mês e a outra que apresentará valores relativos ao período em que a cobrança esteve suspensa.
Em 2020, quando iniciou actividade, a empresa Àguas do Alto Minho emitiu facturas com valores exorbitantes que afectaram mais de 15 mil consumidores. Um pedido de desculpas por parte da administração chegou pelos erros de facturação assim como também a renuncia ao cargo por parte da administradora executiva, Inês Ferreira.

Recordar também que esta empresa começou a operar em Janeiro de 2020, e estaria dimensionada para fornecer mais de nove milhões de metros cúbicos de água potável, por ano, e para recolher e tratar mais de seis milhões de metros cúbicos de água residual, por ano, a cerca de 70 mil clientes.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Isabel Varela
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 284 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS