sexta-feira, 09 dezembro 2022

MUNDIAL DE FUTEBOL – CO…

Dez. 08, 2022 Hits:530 Opinião

Parado no tempo

Dez. 07, 2022 Hits:365 Crónicas

Tempo

Dez. 04, 2022 Hits:177 Opinião

Diaversário

Dez. 04, 2022 Hits:311 Crónicas

A Justiça

Dez. 03, 2022 Hits:406 Crónicas

Dá-se com as duas mãos

Nov. 29, 2022 Hits:921 Crónicas

DEPOIS DO EUROMILHÕES

Nov. 27, 2022 Hits:800 Crónicas

PORTUGAL É RONALDO E RON…

Nov. 24, 2022 Hits:295 Opinião

Crónica triste para um d…

Nov. 20, 2022 Hits:173 Opinião

Em Ocasiões Especiais

Nov. 20, 2022 Hits:552 Crónicas

Mau tempo: Família realojada na ilha Terceira devido a inundação em casa





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Uma família teve de ser hoje realojada no concelho de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, na sequência de uma inundação, revelou o vice-presidente do município, Guido Teles.

“Trata-se de um realojamento temporário. Deverá ser só uma noite. Entrou água dentro da casa e não estava em condições para ficarem lá durante esta noite”, avançou o autarca, em declarações à Lusa.

A chuva intensa que se faz sentir na ilha desde madrugada provocou uma inundação na moradia, localizada na freguesia de São Sebastião, na zona sul da ilha Terceira.

“A casa fica numa quota um pouco mais baixa do que os terrenos que estão a norte e os terrenos já estavam completamente encharcados, portanto a água começou a entrar para o terreno de baixo através do próprio muro. Como não havia nenhuma forma de fazer uma barreira, a única hipótese foi realojá-los”, explicou Guido Teles.

Viviam na habitação um casal de idosos e o filho, que não tinham “alternativa familiar” de alojamento, por isso os serviços sociais da autarquia de Angra do Heroísmo encontraram uma solução temporária.

“Não ficou inabitável, não ficou com danos muito grandes. Foi água que entrou e desligaram o quadro da eletricidade a tempo”, adiantou o autarca.

Os Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória estiveram no local a prestar apoio à família.

Esta situação foi identificada pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) como a 9.ª ocorrência provocada pelo mau tempo na ilha Terceira.

Ao início da tarde, foram identificadas pela Proteção Civil oito ocorrências na ilha Terceira, relacionadas com inundações em habitações e vias, sem “danos pessoais a registar”.

“Na sequência da inundação de uma via, uma viatura ficou parcialmente submersa. Os bombeiros foram chamados ao local para auxiliar a retirar o ocupante, uma operação realizada com sucesso”, adiantou a Proteção Civil, em comunicado.

Nos locais, para apoio e resolução das diversas ocorrências, estiveram as seguintes entidades: Bombeiros da Praia da Vitória, Direção Regional das Obras Públicas e Transportes Terrestres, Serviços Municipais de Proteção Civil da Praia da Vitória e Angra do Heroísmo e a Polícia de Segurança Pública (PSP), sob coordenação do SRPCBA.

Na sequência das previsões emitidas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o SRPCBA aconselha a população a continuar a adotar as medidas de autoproteção, nomeadamente a circular apenas em caso de necessidade e com precaução e a manter limpos os sistemas de drenagem das suas residências.

As ilhas dos grupos Central e Oriental dos Açores estão sob aviso laranja devido à chuva forte, com perturbações frontais associadas, revelou na noite de segunda-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA indicou que o aviso laranja abrange em especial as ilhas Terceira, São Miguel e Santa Maria, entre as 22:56 de segunda-feira e as 00:00 de quarta-feira.

“Uma depressão, com perturbações frontais associadas, irá provocar um agravamento do estado do tempo nas próximas horas, prevendo-se precipitação por vezes forte em todo o Arquipélago, sendo que nos grupos Central e Oriental, em especial nas ilhas Terceira, São Miguel e Santa Maria, as quantidades acumuladas de precipitação poderão atingir valores entre 20 e 40 mm [milímetros] acumulados numa hora (ou 40 a 60 mm em 6h)”, lê-se no comunicado.

IPMA colocou ainda o grupo Ocidental sob aviso amarelo devido ao mau tempo.

O aviso laranja é o segundo mais grave e representa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 530  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31