Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades Portuguesas - Especialista da Universidade de Coimbra integra grupo de trabalho da Organização Mundial de Saúde
quarta-feira, 28 fevereiro 2024

Quero ser uma árvore

Fev. 24, 2024 Hits:616 Crónicas

Morre Navalny mas não a …

Fev. 24, 2024 Hits:173 Opinião

COMPETÊNCIA CÍVICA

Fev. 15, 2024 Hits:362 Crónicas

UNIVERSITAS

Fev. 14, 2024 Hits:281 Crónicas

CIDADÃO DECISOR

Fev. 10, 2024 Hits:244 Crónicas

Desconsideração políti…

Fev. 09, 2024 Hits:634 Opinião

Haja diferenças!

Fev. 07, 2024 Hits:310 Opinião

O Homem: um ser limitado

Fev. 06, 2024 Hits:282 Crónicas

O BANCO NOVO

Fev. 06, 2024 Hits:414 Crónicas

Entre a Esperança e a In…

Fev. 04, 2024 Hits:240 Opinião

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Fev. 04, 2024 Hits:360 Crónicas

«Tentar definir a minha …

Jan. 30, 2024 Hits:1485 Crónicas

Tudo na vida muda - até …

Jan. 28, 2024 Hits:334 Opinião

Especialista da Universidade de Coimbra integra grupo de trabalho da Organização Mundial de Saúde





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor!


Duarte Nuno Vieira, catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), foi indigitado para integrar o grupo de trabalho da Organização Mundial de Saúde (OMS) que vai rever a certificação de óbitos e elaborar um guia para o exame e investigação do local de óbito para profissionais de saúde.

A situação de pandemia que o mundo atravessa, afirma o especialista da FMUC, «veio reforçar a necessidade de uma urgente revisão dos procedimentos e registos de certificação de óbito, no âmbito dos quais persistem assinaláveis diferenças entre os diversos países, que tornam complexa a comparação de estatísticas e a sua utilização em termos de planeamento de cuidados de saúde. Portugal tem atualmente um sistema de certificação de óbitos que é considerado um modelo de referência e que será considerado no âmbito deste trabalho que a OMS está a concretizar».

Para além de uma revisão do modelo e regras de certificação de óbito, este grupo de trabalho da OMS, que reúne especialistas dos cinco continentes, vai também «produzir linhas de orientação, para médicos e outros profissionais de saúde, relativamente ao exame e à investigação do local de óbito, área na qual existem múltiplas insuficiências e deficiências em muitos países», refere Duarte Nuno Vieira, que vai integrar o grupo de trabalho na área da Medicina Legal e em representação da Academia Internacional de Medicina Legal, organização que presidiu entre 2006 e 2012. 

Refira-se que o Conselho Europeu de Medicina Legal, organismo que Duarte Nuno Vieira igualmente liderou entre 2009 e 2017, tinha já elaborado e publicado linhas de orientação neste âmbito para o espaço europeu, «que servirão agora de modelo para o trabalho a realizar pela OMS».

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos



Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades
Partilhe o nosso conteúdo!

A nossa newsletter

Jornal das Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 459  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

Top News Embaixada

 
 
0
Partilhas
0
Partilhas