Açores/Mau tempo: Obras de recuperação do furacão Lorenzo exigiam “mais atenção” – Governo dos Açores



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

(Lusa) – O secretário regional do Mar e das Pescas dos Açores afirmou hoje que as empreitadas de recuperação dos danos causados pela passagem do furacão Lorenzo “deveriam ter merecido mais atenção e coordenação na fase de projeto”.

“Na ilha do Pico, tal como se constatou em intervenções realizadas, no mesmo âmbito, na ilha do Faial, existem obras em fase de execução que deveriam ter merecido mais atenção e coordenação na fase de projeto”, afirmou Manuel São João, citado em nota de imprensa.

O responsável pela tutela reuniu-se hoje com os representantes dos pescadores, autarcas e deputados regionais da ilha do Pico.

O governante diz que “não existiu uma auscultação prévia”, por parte do anterior governo socialista, “no sentido de se melhorar aquilo que se fez” e salientou que “não se pode avançar para um determinado tipo de intervenções sem falar com quem de mais perto lida com os problemas das populações”.

“É essa proximidade que pretendemos reforçar, para se evitarem erros do passado”, prosseguiu.

Para Manuel São João, “se os estragos colocaram em causa a segurança de portos, zonas costeiras e até mesmo pessoas”, a recuperação não se deve “restringir apenas à reparação de um muro”.

Alguns dos projetos já em execução podem ser alvo de alterações, admitiu o secretário regional, acrescentando que “é preciso realizar intervenções que, no futuro, minimizem os efeitos de galgamentos, como os que aconteceram com o furacão Lorenzo”.

O furacão Lorenzo passou pelos Açores na madrugada de 01 para 02 de outubro de 2019 provocando 255 ocorrências, que obrigaram ao realojamento de 53 pessoas e somam um prejuízo de 330 milhões de euros.

Grande parte dos danos foram causados em infraestruturas portuárias em toda a região, que ascendem aos 250 milhões de euros de prejuízo.


Adicionar o seu comentário aqui!