CHEF MICHELIN E OUTROS ELOGIAM CARNE MINHOTA

ID:N°/ Texto: 3456
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Realizou-se ontem em Ponte de Lima, uma reunião - jantar de preparação para um evento a realizar oportunamente em Bruxelas, no âmbito de actividades de promoção da enogastronomia portuguesa, principalmente da região do Minho, por parte dum grupo de restaurantes de referência.

O evento será organizado pelo gabinete do eurodeputado da Segurança Alimentar, José Inácio Faria, natural de Vila Franca, Viana do Castelo.

No convívio que decorreu no conhecido Restaurante Sonho do Capitão, na Correlhã, participaram parte da equipa de 9 cozinheiros responsável de tal tarefa internacional como os Chefs: António Loureiro, a nova estrela Michelin de Portugal, conquistada no ano transacto, que veio de Guimarães; Thomas Egger, austríaco e apreciador dos bons menús portugueses, de regresso da Alemanha; Fernando Silva, do Restaurante Torres, de Vila Verde; Luís Silva, do EleBê do Porto; Paulo Amorim, do Fátima Amorim, vizinho do anfitrião; Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião (Arcos, Ponte de Lima), e outros amadores na arte culinária, na categoria de Ajudantes, como o Técnico Rui Melo e os gerentes da casa: Filipe Cerqueira e Sérgio Varajão.

Depois da concordância dos dois pratos a confecionar, da sua decoração e demais pormenores, todos degustaram uma posta de carne minhota, sugestão do Chef Queirós.
Os elogios não se fizeram esperar, quer da qualidade da peça, do seu sabor e acompanhamento: legumes, batatas a murro, meias rodelas de ananás e chouriça “ especial”, a que se podia também adicionar um molho concebido pelo Chef e a proprietária do restaurante, D. Goretti Bezerra.

Recorde-se, que o solar da raça bovina minhota é em Ponte de Lima, a cuja associação de produtores preside Teresa Moreira, uma impulsionadora da sua criação e promoção da carne, esta disponível numa dúzia de talhos, designadamente em Ponte de Lima: S. João, Miguel e do Intermaché.

A qualidade desta carne regional mereceu estar certificada desde há seis anos (14 de Fevereiro de 2013), e ser cozinhada de várias maneiras desde naco, posta ou espetada, passando também por Pizza, bola de carne, francesinha ou folhado.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Mar de Sonhos – a emigração nos vapores transatlânticos https://t.co/XRwkArEQcR
Quando a fraqueza nos torna mais fortes https://t.co/XVjbXlZokJ
FALECEU A FADISTA TERESA TAROUCA https://t.co/yYAgFXhdlv
Follow Jornal das Comunidades on Twitter